Salarios de ate R$13.878,00

150 vagas no Senado

Começa a inscrição para o concurso com 150 vagas no Senado

Da Redação

Em São Paulo



Começam nesta segunda (15) as incrições para o concurso com 150 vagas no Senado Federal, de nível médio e superior. O candidato tem de se inscrever no site da Fundação Getulio Vargas, organizadora da seleção, até as 23h59 do dia 10 de outubro (horário oficial de Brasília). O Senado havia divulgado anteriormente que o prazo começaria apenas no dia 20.


As taxas de inscrição são de R$ 50 (nível médio) -- e não R$ 60, conforme anunciado antes -- e R$ 80 (superior). Veja aqui como pedir isenção do pagamento dessa taxa.


Segundo o presidente da Comissão Especial do Concurso, José Alexandre Lima Gazineo, que é diretor-geral adjunto do Senado, os dados divulgados anteriormente foram alterados para adequar o edital às necessidades do mercado e beneficiar os candidatos na realização das provas.


Cargos

O processo seletivo teve cinco editais publicados: cada um para uma área de atuação. O primeiro é para os cargos de nível superior de analista legislativo e de nível médio de técnico legislativo.


Para analista, na área apoio técnico ao processo legislativo (formação em qualquer área) são 25 vagas (duas reservadas pra portadores de deficiências). No setor de apoio técnico-administrativo, há postos para as áreas de administração (nove e uma vaga, respectivamente); arquitetura (uma); arquivologia (duas e uma); biblioteconomia (uma e uma), contabilidade (duas e uma), engenharia civil (uma), engenharia elétrica (uma), engenharia mecânica (uma), medicina (uma) e tradução e interpretação (uma e uma). O salário é de R$ 9.580,50.


Para técnico, na área de processo legislativo, são dez vagas (uma reservada); O mesmo número vale para o campo de apoio técnico-administrativo. O salário é de R$ 6.722,68.


O segundo edital é para os postos de consultor de orçamentos (qualquer curso superior) e advogado. O primeiro tem duas vagas (uma para portadores de deficiências) e salário de R$ 13.879,95 -- a maior remuneração de todo o concurso e superior ao valor anunciado anteriormente pelo Senado. O segundo tem oito postos (um reservado) e salário de R$ 12.677,28.


O terceiro edital é para a técnico legislativo (ensino médio), na área de Polícia Legislativa. São oferecidas duas vagas, com salário de R$ 6.722,68.


Comunicação

O quarto é para a área de comunicação social. Para analista (nível superior), que tem salário de R$ 12.264,48, as áreas são: produção executiva (com registro profissional; um posto), relações públicas (uma vaga de ampla concorrência e uma reservada), editor de tv (formado em jornalismo, com oito vagas abertas e uma reservada), estatístico (uma), produtor de marketing (uma); produtor de multimídia (formação em qualquer área; uma vaga), produtor de publicidade e propaganda (uma).


Ha ainda postos para produtor para revisão de conteúdos jornalísticos (para jornalistas; uma vaga aberta e uma reservada), produtor de pesquisa e opinião (formação em comunicação social ou ciências sociais ou ciências políticas; um posto), supervisor de programação de rádio (um posto, com registro profissional de coordenador de programação) e supervisor de programação de TV (uma vaga, com registro de coordenador de programação).


Para técnico legislativo (nível médio), cuja remuneração é de R$ 6.722,68, os postos são para: operador de TV (registro profissional de supervisor de operações; cinco vagas de ampla concorrência e uma reservada), produtor de desenvolvimento de conteúdos jornalísticos para Internet (uma), produtor de infografia jornalística (uma vaga aberta e uma reservada), produtor de rádio (registro profissional de produtor: seis vagas abertas e uma reservada), produtor de TV (registro profissional de produtor executivo; dez e uma), técnico em locução (registro profissional de locutor; cinco e uma), técnico em videografismo (registro profissional de ilustrador ou desenhista; cinco e uma).


O quinto é último edital é para analista de informática legislativa (nível superior), nas áreas de análise de sistemas (cinco vagas de ampla concorrência e uma reservada) e de análise de suporte de sistemas (uma e uma, respectivamente). É preciso ter formação ou especialização em tecnologia da informação (os especializados têm de ser graduados em ciências exatas), e a remuneração é de R$ 9.580,50.


Avaliações

O concurso terá provas objetivas e discursivas, aplicadas em 9 de novembro, com gabaritos divulgados no dia 10. O resultado provisório da prova discursiva sai em 25 de novembro.


Haverá uma prova oral, para a especialidade de tradução e interpretação (aplicada em 3 de dezembro, com resultado no dia 4); teste de capacidade física e avaliação psicológica, para a área de polícia, e prova prática para analista de relações públicas e técnico em locução (aplicados de 2 a 4 de dezembro, com resultado no dia 5).


Para advogado e consultor, o exame objetivo será no dia 9, com gabarito divulgado no dia 10. E a segunda etapa, discursiva, será em 23 de novembro, com resultado provisório divulgado no dia 28.


Os exames serão realizados em sete cidades: Brasília (DF), Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Belém (PA). Os locais, datas e horários de realização das provas serão anunciados entre 13 e 31 de outubro.


Mais um concurso

No início de setembro, na cerimônia de entrega dos editais à presidência do Senado, para aprovação, o diretor-geral da instituição, Agaciel Maia, afirmou que, em 2009, o Senado pretende realizar nova seleção, com o objetivo de substituir todos os terceirizados que hoje atuam na Casa e repor mão-de-obra.


"Por problemas de ordem orçamentária, resolvemos fazer um concurso neste ano e outro em 2009 para atender as necessidades de reposição de funcionários da Casa", explicou Agaciel, em entrevista à Agência Senado

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br