Santander, Bradesco e BB vão compartilhar nova rede de caixas eletrônicos

Santander, Bradesco e BB vão compartilhar nova rede de caixas eletrônicos

Serviço deve chegar a parte das máquinas em cinco meses

A nova rede de caixas eletrônicos dos bancos Santander, Bradesco e Banco do Brasil poderá ser usada pelos clientes desses bancos sem o pagamento de novas tarifas, disseram nesta quinta-feira (11) executivos das empresas. "Não há nenhum impacto para o cliente em termos de tarifas", disse Marcos Matioli, diretor-executivo de planejamento do Santander.

"Os clientes de cada banco já têm pacotes de serviços com uma determinada tarifa, e o uso dos caixas eletrônicos está embutido nesse pacote", disse Candido Leonelli, diretor executivo do Bradesco. Em um primeiro momento, o compartilhamento será só nos caixas eletrônicos que ficam fora das agências, como os de postos de gasolina e shopping centers.

O serviço deve estar disponível em uma parte das máquinas dentro de cinco meses, dizem os executivos. Reorganização Os três bancos têm juntos cerca de 15 mil desses caixas eletrônicos externos, dos quais 11 mil serão compartilhados, segundo Paulo Rogério Caffarelli, vice-presidente de negócios de varejo do Banco do Brasil. "Em um lugar que têm três caixas eletrônicos, por exemplo [um de cada banco], e vemos que só tem volume para um, os outros serão realocados", diz o executivo do BB.

Por isso, segundo ele, o compartilhamento será positivo para os clientes, já que haverá máquinas em mais lugares. "Todos conhecem aquele posto Lago Azul, na rodovia dos Bandeirantes [no interior de São Paulo]. Hoje tem lá nove caixas eletrônicos. Não precisa disso para divulgar as marcas, tem outros meios", diz Caffarelli.

Segundo os bancos, será criada uma marca para essa nova rede de caixas eletrônicos, que pode até vir a ser uma empresa separada. Além disso, segundo Matioli, os bancos não vão sair por enquanto da rede Banco 24 Horas, que tem cerca de 7 mil máquinas no país. "O cliente vai ter no cartão dele o selinho do Banco 24 Horas e dessa nova marca e pode escolher qual terminal quer usar", diz o executivo do Santander.

Fonte: g1, www.g1.com.br