Santander fecha acordo para venda de 50% da área de custódia qualificada

O acordo envolve a divisão de custódia das unidades da Espanha, Brasil e México.

O banco Santander anunciou acordo para a venda de 50% do negócio de custódia qualificada para um grupo de investidores liderado pela gestora de fundos de private equity americana Warburg Pincus e a Temasek, empresa de investimentos do governo de Cingapura.

O acordo envolve a divisão de custódia das unidades da Espanha, Brasil e México. O Santander Espanha deterá 50% da sociedade, enquanto o grupo de investidores ficará com a outra metade.

No Brasil, o negócio inclui a venda de 100% das ações da Santander Securities Services Brasil DTVM, novo nome da CRV DTVM, uma subsidiária do banco no país que presta serviços de administração de fundos de investimento a terceiros.

Com a operação, a empresa também concentrará os serviços de custódia qualificada.

Em comunicado, o Santander Brasil informa que deverá receber, na data de fechamento da operação, aproximadamente R$ 859 milhões à vista, valor sujeito a ajustes. Os recursos recebidos serão usados no curso ordinário dos negócios do banco.

Ainda segundo o comunicado, como parte da operação, a CRV DTVM deverá celebrar com o Santander Brasil um contrato de prestação de serviços de custódia qualificada para o banco.

A transferência da custódia para a CRV estará sujeita à prévia aprovação dos clientes. No caso dos fundos de investimento administrados pelo banco, a transferência passará pela aprovação dos cotistas. O Santander Brasil permanecerá como administrador dos fundos, de acordo com o comunicado.

A expectativa do banco é que transação seja concluída no quarto trimestre deste ano.

Fonte: Folha