Setor de sorvetes economiza R$ 60 mil no Ceará

Até o fim deste ano, a economia esperada pelo grupo é de R$ 80 mil

Sem temer a concorr?ncia, os fabricantes cearenses de sorvete se uniram para criar a central de neg?cios e barganhar melhores pre?os junto aos fornecedores. Segundo o Sindicato das Ind?strias de Sorvetes do Estado do Cear? (Sindsorvetes), em dois meses de funcionamento, a estrat?gia rendeu uma economia de R$ 60 mil para o setor.

?A integra??o forte do setor, tem nos permitido uma barganha muito boa com os fornecedores?, salienta o presidente do Sindsorvetes, Roberto Bot?o de Aquino. De acordo com ele, o valor poupado representa uma economia em torno de 20% do que normalmente seria gasto no per?odo.

At? o fim deste ano, a economia esperada pelo grupo (at? ent?o, composto por 20 de um total de 22 empresas filiadas), ? de R$ 80 mil.

Uma das principais mat?rias-prima para a fabrica??o do alimento, o leite em p? integral, teve o pre?o de seu quilo reduzido de R$ 9,60 para R$ 6,50 (- 47,6%).

Outro ingrediente, a gordura isenta de transg?nicos, tamb?m ficou mais barato para o setor. Agora, com retra??o de 24,4%, a quantidade de 24 quilos (suficiente para fabricar aproximadamente mil litros de sorvete) passou de R$ 112,00 (antes da cria??o da central de neg?cios) para R$ 90,00.

?Com a redu??o de custos d? para investir em promo?es para os consumidores, em inova?es tecnol?gicas e cursos de capacita??o para os funcion?rios?, ressalta Aquino.

A iniciativa da cria??o da central de neg?cios integra o Programa de Apoio ? Competitividade das Micro e Pequenas Empresas (Procompi), da Federa??o das Ind?strias do Estado do Cear? (Fiec), em parceria com o Servi?o Brasileiro de Apoio ?s Micro e Pequenas Empresas no Cear? (Sebrae/CE).

Mercado se qualifica

Em doze meses, 30% de alta nas vendas. O melhor desempenho do setor, conforme o titular do Sindsorvetes, deve-se a uma rela??o de maior credibilidade que o consumidor passou a depositar no produto fabricado no Estado. Hoje, os 22 fabricantes cearenses, filiados ao sindicato estimam deter algo pr?ximo a 45% do mercado local de vendas do alimento. Destas, apenas duas empresas ainda n?o fazem parte da central de neg?cios. Entretanto, segundo Roberto Aquino, ?basta que elas vejam os resultados de economia que o setor vem conseguindo? para ingressarem no grupo.

Amanh?, como parte integrante das a?es do Procompi o Sindsorvetes lan?ar? o seu c?digo de conduta, que reger? os relacionamentos e as intera?es das empresas associadas com seus diferentes p?blicos. Desenvolvido pelos empres?rios do setor, o documento visa ainda inibir a pr?tica da concorr?ncia desleal. Entre os elementos balizadores do c?digo est?o a Constitui??o Federal, as normas regulat?rias da Ag?ncia nacional de Vigil?ncia Sanit?ria (Anvisa), os indicadores Ethos de Responsabilidade, os crit?rios do selo de qualidade da Associa??o Brasileira da Ind?stria de Sorvetes (Abis).

Dia Nacional do Sorvete

Com o intuito de estimular o consumo do sorvete e divulgar as marcas das empresas filiadas entre o mercado consumidor de Fortaleza, o Sindsorvetes realizar?, no pr?ximo domingo (21), uma carreata pela orla da Capital cearense.

Durante o evento, alusivo ao Dia Nacional do Sorvete (comemorado no dia 23), haver? distribui??o de 5 mil potes de 200 ml do alimento e de 10 mil picol?s. A concentra??o est? marcada para ?s 8h na Barra do Cear? e o desfecho est? previsto para ?s 11h, na Pra?a 31 de Mar?o (Praia do Futuro).

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br