Thor Batista vira diretor de empresa do pai em meio a acusação de homicídio culposo

Thor Batista vira diretor de empresa do pai em meio a acusação de homicídio culposo

Filho do empresário, de 21 anos, terá diretoria sem designação específica.

O conselho de administração da EBX aprovou nesta segunda-feira (17) a eleição do filho do empresário Eike Batista Thor Batista como diretor da empresa e o aumento de capital de R$ 30 milhões para R$ 62 milhões.

Thor Batista, de 21 anos, será diretor do grupo, que abrange empresas como a petrolífera OGX e a de logística LLX. Ele foi eleito pelo conselho como diretor sem designação específica, de acordo com ata da reunião realizada nesta segunda.

Thor, que é o filho mais velho do empresário Eike Batista, atropelou e matou um ciclista que cruzava a Rodovia Washington Luís (BR-040), na altura de Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em março deste ano.

Ele responde por homicídio culposo na direção de veículo automotor e teve a carteira de habilitação devolvida em julho deste ano, após ter tido o direito de dirigir suspenso a pedido do Ministério Público.

A empresa também aprovou o aumento de capital, que mais que dobrou, por meio de emissão de 3,2 bilhões de ações ao valor de R$ 0,01 cada.

Otávio de Garcia Lazcano foi aprovado para o cargo de diretor econômico-financeiro e de operações, cumulativamente ao cargo de diretor de relação com investidores. E Flavio Godinho foi reconduzido ao cargo de diretor jurídico da empresa.

De acordo com a ata da reunião, os diretores eleitos renunciaram ao recebimento de remuneração, dado que já são remunerados por outras empresas de controle do grupo.

O Grupo EBX é formado também pela empresa de energia MPX, de mineração MMX, de indústria naval OSX e de mineração de carvão CCX.

Fonte: G1