Polo Industrial será implantando em Timon

Polo Industrial será implantando em Timon

A iniciativa faz parte do Programa Pro-Maranhão

O governo do Estado do Maranhão através da governadora Roseana Sarney e do Secretário de indústria e comércio Maurício Macedo lançaram recentemente o Programa Pro–Maranhão. Alexandre Almeida, presidente do Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Estado do Maranhão (INMEQ-MA) explica que o programa tem como foco incentivar a implantação, a ampliação, a relocalização e reativação de indústrias e agro-indústrias no Estado. A intenção também é fomentar o desenvolvimento de empresas de pequeno porte que trabalham em função do setor industrial. O presidente do INMEQ-MA explica que a idéia é simplificar e reduzir significativamente os tributos além de fazer investimentos sociais e de infra estrutura de qualidade.
Outra grande implementação que o projeto trará é uma gama maior de investimentos sociais como a qualificação de mão de obra, ampliação das escolas técnicas que possam preparar profissionais através de capacitação de qualidade para suprir a demanda que será gerada. Além disso, as empresas irão receber incentivos fiscais para se instalar nestes pólos que serão criados. Para empresas que irão atuar em segmentos pioneiros, que não existem dentro do Estado, será dado uma isenção fiscal na taxa do ICMS de 75% em 20 anos, para aquelas que não forem pioneiras a isenção é a mesma num prazo menor de 15 anos e no caso da reativação e ampliação de empresa será de 12,5 anos. Para as indústrias já instaladas que desejam fazer uma relocalização o incentivo fiscal será o desconto de 75% pelo período de 10 anos.
Para isso o Estado do Maranhão está investindo seriamente em infra estrutura, construindo estradas e implantando novos pólos industriais. O destaque vai para o distrito industrial que será implantado na cidade de Timon em uma área de 100 hectares. O projeto será iniciado logo após o Carnaval com a visita de técnicos que irão avaliar a área, em seguida, será feito um levantamento para dar início às desapropriações com pagamento das indenizações e a implantação da infra estrutura necessária para a instalação das novas indústrias. A área fica na saída de Timon para Caxias e está localizada de forma estratégica para o escoamento da produção, estando ao lado da ferrovia e próxima à rodovia Transnordetina. Além disso, o distrito vai estar situado o lado de um grande mercado consumidor que é Teresina. Para Alexandre Almeida agora o momento é de articulação para que tudo saia da melhor maneira. “A intenção do Governo do Estado do Maranhão, além de desenvolver a indústria é fortalecer a economia e trazer melhoria de vida e geração de emprego e renda para a população não só de Timon, mas a todos os maranhenses. O projeto deve gerar em torno de 5 a 10 mil novos empregos diretos, sem estimar aí todos os indiretos por conta de uma cadeia que se forma em torno de tão grande investimento”, destaca. (M.R)

Fonte: Mar­ci­la­ny Rod­ri­gues