Venda de material escolar em THE é antecipada devido a Copa do Mundo

A procura por material escolar em Teresina foi iniciada na segunda semana de dezembro e as empresas do setor esperam em 2014 um crescimento de 30%

A Copa do Mundo 2014, que será sediada no Brasil, alterou o calendário de muitas escolas pelo país. Em alguns colégios, as aulas serão antecipadas e iniciarão na segunda quinzena de janeiro ou um pouco mais tarde: no final do mês. Tudo isso para que, entre os dias 12 de junho e 13 de julho - período em que vai acontecer o mundial - as escolas entrem em recesso. Por isso os pais já estão indo às livrarias em busca de material escolar. As empresas do setor no Piauí já prepararam os estoques e estão confiantes em boas vendas para este ano.

Segundo Letícia Costa, gerente de uma papelaria em Teresina, a procura por parte dos pais já começou desde a segunda semana de dezembro. O resultado é que eles estão priorizando a compra do material e deixaram até compras de ano-novo para segundo plano.

?No final do ano percebemos uma movimentação maior na loja. Diferente dos outros anos, quando muitos pais deixaram para comprar o material só mais perto das aulas. Alguns pais até falaram que estavam deixando de comprar produtos para festejar o ano-novo para comprar logo o material das crianças. A maioria estava até usando o décimo terceiro salário?, afirma Letícia, acrescentando que a expectativa de lucros para este ano chega a 30% em relação ao ano passado.

Já a supervisora de vendas de uma livraria, Jancineia Oliveira, conta que desde o dia 2 de dezembro o movimento está intenso por conta da antecipação das aulas escolares. ?Muitos pais preferiram deixar todo o material comprado antes das festas de ano-novo. Eles priorizaram logo o material e com isso o movimento já está bem grande e a tendência é aumentar?.

A supervisora também informa que por conta disso a livraria teve que antecipar a compra de estoque e dentre este, alguns materiais como mochilas, estojos e cadernos que fazem referência ao futebol e à Copa do Mundo podem ser adquiridos. O policial militar Sidney Ferreira é um dos pais que já foram às compras do material que os filhos irão precisar neste ano letivo.

?Por conta da Copa, as aulas vão começar cedo e aí precisamos estar preparados e com tudo pronto. A gente nem costuma comprar assim tão cedo, no final de ano e entrando no outro. Mas dessa vez foi o jeito?, diz. Segundo a diretora de Gestão e Seção da Secretaria Estadual de Educação ? SEDUC, professora Eudina Rocha, assim como nos outros Estados do país, na proposta de calendário para 2014, as férias em julho terão 30 dias e em janeiro, 15 dias. Ou seja, houve uma inversão do que acontece todos os anos, quando em janeiro são 30 dias de férias e em julho, 15 dias.

Livrarias esperam aumento dos lucros

As livrarias em Teresina também apostam em bons lucros agora no começo do ano, por conta da variedade de produtos ainda existente. É que a maioria dos pais já comprou, e vai comprar mais cedo, porque quanto mais próximo do começo das aulas, maior o movimento e, consequentemente, menos produtos nas prateleiras.

É o que a dona de casa Ana Maria Ferreira fez. Ela já foi à livraria e comprou o material escolar do filho. Tudo para evitar tumultos.

?Muitos pais deixam para cima da hora. Eu prefiro comprar logo porque gosto de comprar com calma, escolher os produtos certos, sem aperto, sem filas que são tão comuns quando vai ficando mais perto o início das aulas. Além disso, agora no começo a gente tem mais opção e os preços são mais em conta?, conclui.

Fonte: DJALMA BATISTA E FLÁVIA ARAÚJO