Vendas de celulares crescem 31% no mundo em 2010

Somente as vendas de smartphones cresceram 72,1% no ano passado.

O mercado mundial de celulares e smartphones registrou 1,6 bilhão de unidades vendidas em 2010, o que representa uma elevação de 31,8% em relação a 2009, informou nesta quarta-feira (9) a consultoria Gartner.

Somente as vendas de smartphones cresceram 72,1% no ano passado, representando 19% dos dispositivos móveis comercializados no período.



No quarto trimestre de 2010, as vendas de dispositivos móveis ao consumidor somaram 452 milhões de unidades, o que equivale a um crescimento de 32,7% em relação aos três últimos meses do ano anterior.

De acordo a consultoria IDC, o mercado global de smartphones expandiu 87,2% no quarto trimestre de 2010, registrando 100,9 milhões de aparelhos vendidos.

O avanço dos smartphones movimentou o ranking de fabricantes, levando a Apple e a Research In Motion (RIM), fabricante dos dispositivos BlackBerry, para a quarta e a quinta posição, respectivamente, superando Sony Ericsson e Motorola, nota a vice-presidente de pesquisas do Gartner, Carolina Milanesi. Ao mesmo tempo, segundo Carolina, as fabricantes Nokia e LG perderam participação de mercado em 2010, sob pressão crescente para refinar as suas estratégias de smartphones.

A finlandesa Nokia manteve a liderança do mercado mundial de celulares, mas suas vendas recuaram 7,5% em relação a 2009, somando 461,3 milhões de unidades no ano passado. A participação da empresa também diminuiu de 36,4% em 2009 para 28,9% em 2010.

Em segundo lugar, a sul-coreana Samsung elevou suas vendas de 235,7 milhões de aparelhos em 2009 para 281 milhões no ano passado, mas sua fatia de mercado diminuiu de 19,5% para 17,6%. No mesmo período, as vendas da LG, terceira colocada no ranking, recuaram de 122 milhões de unidades em 2009 para 114,1 milhões no ano passado e a empresa perdeu 3 pontos percentuais em participação - de 10,1% para 7,1%.

As vendas de aparelhos da RIM cresceram 38,2% em 2010, somando 47,5 milhões de unidades, na comparação com o ano anterior, conduzindo a fabricante canadense da sexta para a quarta posição no mercado mundial, com 3% de participação. Já as vendas da companhia entre outubro e dezembro do ano passado caíram 19,5% no comparativo com o quarto trimestre de 2009.

A demanda pelo iPhone da Apple saltou 87,2% em um ano, de 24,9 milhões de unidades em 2009 para 46,6 milhões no ano passado, o que colocou a empresa na quinta posição do mercado, com 2,9% de participação em 2010, ante 2,1% em 2009. A Sony Ericsson ficou em sexto com 2,6% de participação e 41,8 milhões de aparelhos vendidos em 2010, seguida pela Motorola com 2,4% do mercado (38,5 milhões de unidades). Na sequência estão ZTE (1,8% do mercado), HTC e Huawei - ambas com 1,5% de participação.

O comportamento de vendas da Apple, segundo o Gartner, reflete a expansão da oferta do iPhone para 185 provedores de serviços de comunicações no mundo e o fim de acordos de exclusividade com operadoras. "Para 2011, a principal oportunidade de crescimento para a Apple virá da adição da Verizon Wireless à sua lista de operadoras nos Estados Unidos", aponta o Gartner.

Avanço do Google

Na avaliação da consultoria, o foco da Apple não está voltado ao mercado de massa, que é uma diferença fundamental em relação ao sistema Android, do Google, para dispositivos móveis.

Em 2010, smartphones vendidos com o sistema Android registraram um salto de 888% no mundo, em relação a 2009, o que fez sua participação de mercado crescer de 3% em 2009, com 6,8 milhões de aparelhos, para 22,7% no ano passado, com 67,2 milhões de unidades.

A plataforma Symbian, pertencente à Nokia, conserva o primeiro lugar no ranking de sistemas, mas sua participação de mercado recuou de 46,9% em 2009 para 37,6% em 2010, embora o volume de aparelhos com o sistema tenha aumentado de 80,8 milhões para 111,5 milhões, no período.

O BlackBerry, da RIM, manteve o terceiro lugar no segmento, presente em 16% dos celulares vendidos no ano passado (47,4 milhões), embora sua participação tenha diminuído em relação aos 19,9% (34,3 milhões de unidades) verificados em 2009.

A Apple ficou com a quarta posição do mercado, ampliando a presença de seu sistema iOS de 14,4% (24,8 milhões de unidades) para 15,7% (46,6 milhões) entre 2009 e 2010. A Microsoft, em quinto lugar, ainda não sentiu os efeitos do Windows Phone 7, lançado no final do ano passado, e viu sua participação recuar de 8,7% (15 milhões de aparelhos) em 2009 para 4,2% (12,4 milhões de unidades) em 2010, informa o Gartner.

Fonte: g1, www.g1.com.br