Vendas em sites de compras coletiva tem desconto de até 98%

Vendas em sites de compras coletiva tem desconto de até 98%

A variedade aumenta com o número crescente de empresas entrando no ramo no Brasil.

A ideia é simples: vender em grande volume para vender barato. Com isso, os sites de compra coletiva oferecem descontos em serviços e produtos que chegam a 98%. A variedade aumenta com o número crescente de empresas entrando no ramo no Brasil. Mas como eles funcionam e qual a garantia em caso de problemas?

Os produtos e serviços oferecidos em sites de compra coletiva como Peixe Urbano, Clube Urbano e Palito de Dente só são vendidos a partir da adesão de um determinado número de compradores e para determinada cidade. Difícil? Não. Desde que a GroupOn, maior companhia do ramo e presente em 30 países, estreou no Brasil com o nome de Clube Urbano em julho e apenas uma venda coletiva não foi efetuada por não alcançar o número mínimo de interessados, segundo o presidente da subsidiária nacional, Floran Otto.

No Peixe Urbano, maior site deste tipo no País, em 99% das vezes o número é atingido, segundo a empresa. "Chegamos a vender centenas, milhares de cupons para cada oferta", afirmou Letícia Leite, diretora de comunicação da empresa. "A necessidade de vários compradores funciona no começo do dia para estimular o marketing viral, para ativar logo a promoção. No final do dia isso tem um efeito exponencial", explica ela.

A fórmula do negócio, de acordo com Letícia, está mais ancorado no efeito de divulgação que os descontos têm para os estabelecimentos parceiros. O grande número de associados que recebem as promoções é o grande chamariz. Um milhão de pessoas tinha cadastro até o mês de agosto no Peixe Urbano, quando a empresa estava presente em 11 cidades. Até o início de novembro, o site já dobrou o número de cidades onde está presente, mas não divulga o número de cadastrados, que chama de "cardume".

Na maior venda do Peixe Urbano até o momento, foram comercializados 31 mil vauchers para compra de um hambúrguer e petit gateau na rede Big X-Picanha. E isso em apenas 24h. Os associados ao Peixe Urbano que entraram na promoção pagaram R$ 7,90 pelos dois produtos, que somados normalmente custam R$ 26,80.

Fora do País, no entanto, o sucesso dos produtos vendidos em sites de compras coletivas é muito maior. O GroupOn vendeu 500 mil tíquetes de desconto para a marca GAP em um dia, segundo o presidente para o Brasil, Floran Otto.

Já no Brasil, a gastronomia é o carro-chefe dos sites de compras coletivas, mas descontos em tratamentos estéticos e outros produtos e serviços relacionados à beleza também são muito frequentes.

No Clube Urbano, os cadastrados puderam poupar R$ 2,2 mil em uma depilação a laser, que de R$ 2,6 mil saiu por R$ 400. Já a maior promoção em termos porcentuais, no entanto, foi em uma parceria com a rede de locação de filmes Blockbuster, no Peixe Urbano. O pacote para aluguel durante três meses, que custava R$ 149,90, saiu por R$ 3 para os associados, 98% de desconto.

Menos comum, mas crescendo estão os descontos para pacotes de viagens, estadia em hotéis e similares. Os preços são tentadores. Uma diária com café da manhã para duas pessoas por uma semana em Ilha Bela pôde ser comprado com 60% de desconto, saindo por R$ 994 em vez dos tradicionais R$ 2.475, no Peixe Urbano.

Outra novidade é a oferta de descontos para shows. A empresa estreante Palito de Dente, com 15 dias de funcionamento no ABC paulista acredita neste filão. "Vendemos o maior evento universitário do País, no Anhembi, de R$ 100 por R$ 29 e ainda demos um CD para os clientes", disse o presidente Gilberto Lopes.

Segundo Otto, do GroupOn, existem atualmente cerca de 70 sites de compras coletivas, algumas especializadas ou regionais, no Brasil. Tamanho interesse é explicado pelo rápido retorno. Segundo Lopes, o retorno de R$ 100 mil esperado para dois meses após a estreia foi registrado no caixa do Palito de Dente em 15 dias.

Como comprar

Para adquirir um vaucher de desconto, é preciso se cadastrar no site. Existe uma oferta por dia nos sites e assim que a promoção termina, aqueles que compraram o produto recebem o vaucher no e-mail. Ele também fica disponível na conta do usuário na página da empresa.

Quando algum problema ocorre, é possível recorrer aos serviços de atendimento ao consumidor quem as empresas disponibilizam.

Segundo Marcos Diegues, assessor técnico da Fundação Proteção ao Consumidor de São Paulo (Procon-SP), as regras para compra neste sites são as mesmas para qualquer compra por meio eletrônico. "Prefira sites conhecidos, com boas referências; verifique se há outro contato além do site, em caso de problemas e copie e imprima as informações sobre a compra disponíveis no momento do pagamento".

Diegues lembra ainda que este tipo de compra se enquadra em comércio fora do estabelecimento, de forma que a pessoa tem direito a desistência no prazo de sete dias.

Fonte: Terra, www.terra.com.br