Eletrobras promete corte de serviço de 330 mil usuários inadimplentes

Eletrobras promete corte de serviço de 330 mil usuários inadimplentes

As pessoas tem até 45 dias para pagarem sua conta, sem que corra risco de ficar sem energia elétrica.

O índice de inadimplência de consumidores junto à Eletrobras Distribuição Piauí tem preocupado a direção da empresa. A dívida de consumidores da classe privada, que inclui residências, indústria, comércio e zona rural, chega hoje a R$ 193 milhões, valor proveniente da dívida de aproximadamente 330 mil inadimplentes. Destes, cerca de 40% estão concentrados em Teresina.

Segundo o assistente comercial, Anselmo Lima, do total de pessoas que estão em débito com a Eletrobrás, 40% estão sujeitos a terem seu fornecimento de energia elétrica interrompido. ?Desses 330 mil inadimplentes, existem pessoas que estão com apenas poucos dias de atraso e tem outros que já estão com muito tempo. E são estes últimos que poderão ter sua energia elétrica cortada?, explicou.

As pessoas tem até 45 dias para pagarem sua conta, sem que corra risco de ficar sem energia elétrica, quem já ultrapassou esse prazo, está no percentual dos 40% que poderão ter seu abastecimento interrompido. Os interessados em negociar devem comparecer à Eletrobrás. ?Antes nossa estrutura era deficitária, mas agora estamos trabalhando com 100% do necessário e toda essa estrutura está mobilizada para estarmos de forma mais presente frente aos consumidores inadimplentes. Essa é uma prática de rotina, mas agora foi reforçada?, disse Anselmo.

Devido a este alto índice uma operação de fiscalização e corte teve início ontem, em todo o Piauí. Uma concentração de viaturas da empresa, com cem equipes, nas proximidades da Ponte Estaiada, na Avenida Raul Lopes, deu início à megaoperação. Os consumidores residenciais correspondem ao maior número de devedores. O débito destas pessoas soma R$ 85 milhões em todo o estado.

A operação, no entanto, não visa apenas a interrupção do abastecimento da energia elétrica dos inadimplentes. É desejo da empresa que as pessoas que não estão em dia com a Eletrobrás possam regularizar sua situação. Somente para pagamentos a vista e realizados até o dia 28 de dezembro desse ano, serão descontados 100% de multa, juros de mora e correção monetária sobre todas as faturas não quitadas. Isso é válido para quem tem contas em atraso vencidas até o dia 4 de dezembro.

Fonte: Pollyanna Carvalho