Em resposta a ataque, movimento invade a web com 'beijaço gay'

A hashtag logo se espalhou e já virou tendência no mundo.

Após Seddique Mir Mateen, pai de Omar Mateen, autor do massacre ocorrido no último domingo em Orlando, dar uma declaração a uma emissora dizendo que seu filho teria tido um ataque de raiva ao ver dois homens se beijando na frente de sua esposa e filho e que, possivelmente, esse fato teria motivado Omar a planejar o ataque a boate Pulse, a internet se mobilizou e criou a #TwoMenKissing, que espalha pelas redes sociais declarações de amor e homens se beijando.

Segundo internautas, essa seria uma forma de demonstrar solidariedade aos sobreviventes e lamentar aqueles que perderam suas vidas nesse terrível episódio de ódio e intolerância. E é também a melhor forma de responder a esse ódio – mostrando e compartilhando mais amor.

A hashtag logo se espalhou e já virou tendência, entrando pra os assuntos mais comentados do Twitter e Facebook.

Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Campanha mobilizou a internet (Crédito: Reprodução)
Fonte: Hypeness