Enchente arrasta túmulos de cemitério no interior do Pará

No povoado de Aramanaí, um restaurante está com a estrutura abalada

A força da água do Rio Tapajós arrastou túmulos de um cemitério na cidade de Belterra (PA), nesta quinta-feira (7). Na localidade de Porto Novo, uma casa desabou neste fim de semana e o cemitério está debaixo de água.

No povoado de Aramanaí, um restaurante está com a estrutura abalada. Cinco famílias da comunidade tiveram de abandonar suas residências e foram para casas de parentes.

o balneário de Pindobal, as residências e restaurantes próximos a praia estão submersos. Na comunidade de São Domingos falta pouco para o rio chegar na rodovia local.

Na comunidade indígena de Takoara os índios tiveram que se deslocar para um outro ponto. Em Prainha o nível do Rio Tapajós subiu tanto que já alagou uma escola e um centro comunitário.

CHEIA

O alto nível do Rio Tapajós, que no domingo (3) registrava 8,94 metros, já provocou estragos em pelo menos 17 cidades do lado oeste de suas margens, segundo dados da Defesa Civil do estado do Pará.

De acordo com o levantamento da Defesa Civil, o balanço da cheia no Tapajós informa que 48.550 moradores foram afetados, entre eles 4.455 ficaram desalojados (foram para casa de parentes e amigos) e outros 165 estão desabrigados (estão em abrigos públicos).

Fonte: g1, www.g1.com.br