Escolas investem no incentivo à leitura

Criadas e coordenadas pela professora Maria do Amparo Viana Vaz, as atividades são desenvolvidas com alunos do 6º ano do Ensino Fundamental

Estimular o hábito de ler em todos os envolvidos na comunidade escolar. Parece um desafio difícil de ser vencido, mas está dando certo na Unidade Escolar Severiano Sousa, localizada na zona Norte de Teresina, por meio do projeto Lendo e Criando.

Criado e coordenado pela professora Maria do Amparo Viana Vaz, as atividades são desenvolvidas com alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.

A Biblioteca Professora Osmarina Andrade Silva Sousa tornou-se um dos espaços preferidos de boa parte dos 560 estudantes da escola. No local, acontecem ações criativas de incentivo à leitura e de formação de leitores.

Além do empréstimo de livros, gibis, jornais e revistas, a biblioteca é o cenário onde histórias são contadas com a ajuda de livros, música e de outros objetos lúdicos.

Localizada em uma sala estrategicamente construída, as instalações da Biblioteca oferecem espaço amplo, arejado e bem iluminado para estudo e para a preservação do acervo, tudo organizado com simplicidade e bom gosto.

Cada turma representa um desafio para a professora Amparo Viana, que organiza momentos diferenciados, considerando as necessidades de cada novo grupo de estudantes que entra na Biblioteca.

?A escolha dos livros é muito subjetiva, por isso deixo que eles optem pelo que querem ler. A partir daí elaboro uma forma de fazer com que o estudante interaja com a história. Pode ser com cartazes, com a ajuda da música, desenhando, vai da criatividade de cada um?, diz a professora.

?A Biblioteca e o acervo de boa qualidade nos dão condições de executar projetos e atividades que auxiliam no desenvolvimento destes estudantes com características e necessidades diferenciadas?, diz Amparo.

Alunos se destacam pela criatividade

Criatividade é o que não falta para os alunos que participaram da 1º Edição do projeto Lendo e Criando, que teve início em 2011, com o objetivo de valorizar o conhecimento do aluno a partir da leitura, onde colocam em prática, através da produção de textos diversos, temas como artigos de opinião, crônicas, poemas, estórias em quadrinhos, desenhos e outros.

"A decisão de realizar este trabalho com os alunos foi por perceber a grande dificuldade que os mesmos têm de ler, interpretar, de se expressar e até mesmo de sentar na Biblioteca para folhear um livro ou uma revista.

Queremos despertar e incentivar o interesse pela leitura e obviamente fazer com que ele passe para o papel suas emoções através da arte de escrever, desenhar e interpretar, motivados pelo conhecimento que adquiriram ao longo do ano", afirma a professora Amparo.

O projeto é feito em parceria com os professores de Português, monitores do Programa Mais Educação e professores da escola, onde são trabalhados vários temas sociais.

As melhores iniciativas são selecionadas nas categorias, textos como artigos de opinião, crônicas, poemas; Melhores desenhos e estórias em quadrinhos. Passados pela seleção, os trabalhos são digitados, escaneados e confeccionados em um livro.

A ideia foi tão bem recebida pela comunidade escolar, que para a 2ª Edição o projeto foi expandido para todos os alunos da unidade. "Já estamos trabalhando para que no final do ano seja lançado mais um livro, agora de uma forma mais elaborada, o nosso primeiro livro foi bem aceito. Antes envolvia algumas disciplinas, agora todos os professores participam", afirma a coordenadora Amparo.

Fonte: Jornal Meio Norte