Estação das Flores participa de projeto de combate a evasão escolar

O projeto é uma parceria com a escola municipal Firmo Pedreira

O projeto Estação da Flores e Arte em parceria com a Escola Municipal Firmo Pedreira, em Timon, participou neste sábado(10) da campanha “Diga não a Evasão Escolar’ promovido pela Secretaria Municipal de Educação.

A ação envolveu as crianças que já participam da coletivo Estação das Flores e Arte, comunidade e a escola Firmo Pedreira. Durante toda a manhã foram desenvolvidas atividades como roda de capoeira, teatro, danças, apresentação de parodia e apresentações em prol da proteção ao meio ambiente.

Segundo Marilad Araújo Guimarães, diretora da escola Firmo Pedreira, a Secretaria Municipal de Educação de Timon está com esse projeto apresentando diretrizes para o combate à evasão escolar no sistema educacional em todas as escolas do município realizando atividades em vários espaços da cidade levando a importância e a conscientização dos nossos alunos a se manterem na escola.

“Resolvemos fazer essa ação no coletivo Estação das Flores e Arte por ser um importante  parceiro da escola no incentivo a leitura e é um espaço onde congrega a comunidade através das suas ações”, explicou Marilad Guimarães .




Para Jairo Araújo, um dos coordenadores do projeto Estação das Flores, o coletivo defende que se a educação é prioridade, esta tem de estar em todos os recantos onde vivem ou passam os seres humanos. “Defendemos com veemência que cultura e educação são similares, não podendo um abstrair-se do outro sob pena de fragmentar-se a subjetividade, tornando os indivíduos sem senso crítico. Achamos importante essa parceria que vem acontecendo com a escola , o projeto tem contribuído com a escola principalmente no incentivo a leitura e agora na questão que se refere a evasão escolar”, reforçou Jairo Araújo.

Outra coordenadora do coletivo Estação da Flores e Arte, Carla Senna, lembra que o projeto é realizado em um espaço livre, onde se trabalha a integração de educação e cultura. “Enxergamos as crianças em um espaço que tem pra eles um significado de liberdade, onde elas são protagonistas das narrativas que criam e das experiências que vivem. Aqui na Estação, trabalhamos de forma coletiva e colaborativa, onde todos participam da construção do aprendizado de forma lúdica e esperamos que dessa forma a criança cresça de forma autônoma e aprendendo a compreender qual será o seu papel no mundo, sem qualquer imposição”, conclui Carla Senna.


Fonte: Portal MN