Estado Islâmico pendura xiitas e os queima vivos como vingança

A brutalidade foi baseado no 'Olho por olho, dente por dente'

O vídeo divulgado pelo combatente Abu Azrael, 40 anos, queimando vivos e cortando pedaços dos corpos de membros do EI (Estado Islâmico) enfureceu ainda mais o grupo terrorista, que domina territórios no Iraque e na Síria.

Nesta segunda (31), eles mostraram o mais recente vídeo de atrocidades, colocando quatro milicianos xiitas pendurados em uma moldura de madeira e ateando fogo em seus corpos.

A explicação é baseada em um trecho que diz algo como "irá puni-lo com o mesmo dano que causaram a você" e, conforme disse o The Independent, especialistas consideram mesmo uma vingança ao ato de Azrael.

No início do vídeo, os quatro prisioneiros são mostrados assistindo as cenas divulgadas por Azrael, como se estivessem sendo informados de um motivo justificado para tal monstruosidade

Segundo Andreas Krieg, especialista em Oriente Médio do Departamento de Estudos de Defesa do King College, o novo vídeo se difere de anteriores, que vinham mantendo uma linha de propaganda, para atrair fanáticos. Já dessa vez a brutalidade teve como objetivo mostrar a força do grupo através da vingança, na base do "olho por olho, dente por dente”.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title


Fonte: Com informações do R7