Seca: Estiagem castiga município de  Belém do Piauí, interior do Estado

Seca: Estiagem castiga município de Belém do Piauí, interior do Estado

População está sendo abastecida pela Prefeitura

É mais preocupante a cada dia a situação do município de Belém do Piauí com relação a falta de água, revelou o prefeito Ademar Carvalho (PMDB), em entrevista. A população, principalmente da zona rural, tem sofrido com os prolongados efeitos da estiagem.

As chuvas, que além de raras, em pequeno volume, tem sido insuficientes para o plantio e acúmulo nos barreiros e pequenas barragens, que já estão secos. Em algumas comunidades, já falta água até mesmo para o consumo animal.

O município não está sendo beneficiado pela ?Operação Pipa?, da Defesa Civil. E o abastecimento da população rural tem sido feito pela Prefeitura Municipal, com recursos próprios. Os dois carros pipas distribuem em média 10 carradas de água por dia.

Em anos anteriores, nesse período, a agricultura familiar, qué o principal meio de subsistência da população rural, já tinha iniciado com o plantio. Este ano, diante da falta de chuvas, nada pode ser feito.

?Se não chover logo a situação pode piorar. Em muitas localiades, já não se encontra água em lugar nenhum e a população está dividindo a águs dos carros com os animais?, disse Ademar. O prefeito destacou que já foram construídas 400 sisternas na zona rural do município, atendendo a quase todas as residências, o que tem sido fundamental.

O secretário municipal de Agricultura, Luiz de Sousa Carvalho, o Luizinho, informou que Prefeitura Municipal encaminhou ofícios ao Secretário Nacional da Defesa Civil e ao 40º Batalhão de Crateús, comunicando a atual situação em que se encontra o município, e solicitando a inclusão na ?Operação Pipa?.

Na sede do município, a situação é confortável. A população é abastecida com a água da adutora da barragem do Caboclo.

Fonte: cidadesnanet