Estudante recebe R$ 16 mil para contrair febre tifóide

A adolescente conta ainda que em nenhum momento ficou com medo

A estudante britânica Siân Rogers aceitou ganhar 3 mil libras, cerca de R$ 16,6 mil, para contrair febre tifóide de propósito. A jovem de 22 anos aceitou ser infectada pela doença como parte de um estudo clínico que vai durar um ano.


A jovem falou que não aceitou o convite apenas por dinheiro: "É muito importante que tenhamos pesquisas médicas. Algo como a febre tifoide em alguns países pode matar pessoas", disse ela.

A adolescente conta ainda que em nenhum momento ficou com medo: “Tive uma amigdalite muito grave e precisei ser hospitalizada. Pelo menos com a febre tifoide eu pude comer e beber”, explicou.

No dia 1º de fevereiro ela foi até o laboratório e recebeu um copo d'água contendo a bactéria Salmonella typhi, que transmite a febre tifoide: “Eu vesti um avental e algumas luvas. Rimos muito da situação. Eu parecia uma idiota”.

Estudante recebe R$ 16 mil para contrair febre tifóide (Crédito: Reprodução)
Estudante recebe R$ 16 mil para contrair febre tifóide (Crédito: Reprodução)


Diariamente após as aulas, por duas semanas consecutivas, ela foi ao hospital fazer um check-up, e tinha de manter um diário sobre a temperatura de seu corpo. Siân acabou faltando quatro turnos do trabalho.

"Só piorou até eles me darem os antibióticos e então comecei a me sentir melhor muito mais rápido", ressaltou ela.

Agora que se recuperou, ela só precisa voltar ao hospital quatro vezes durante o ano.

A febre tifoide é uma infecção causada por uma bactéria chamada Salmonella typhi. É uma doença altamente contagiosa, sendo transmitida pelo contato com fezes e urina do doente.

Os sintomas incluem dor de estômago, dor de cabeça, febre alta e constipação ou diarreia. Em casos que não são tratados, um quinto das pessoas vêm a óbito, mas antibióticos costumam curar a doença em duas semanas.

Fonte: Com informações do O Povo