Polêmica! Estudo diz que fumar na gravidez faz criança se tornar gay

Consumo de drogas e bebida também afetam QI dos filhos.

Um estudo polêmico mostrou que o estilo de vida de uma mulher grávida pode influenciar no QI e até na sexualidade dos filhos. Dr. Dick Swaab - professor de neurobiologia da Universidade de Amsterdam - afirma que beber, usar drogas ou viver em uma área com elevados índices de poluição podem afetar o desenvolvimento das crianças no futuro.


Estudo polêmico diz que fumar durante a gravidez pode fazer com que criança se torne gay

A pesquisa revela que tomar hormônios sintéticos e fumar durante a gravidez pode aumentar as chances dos filhos se tornarem gays ou bissexuais, enquanto beber e consumir drogas diminuem o QI da criança.

O Dr. Swaab também acredita que viver em uma área de alta poluição pode elevar o nível de autismo. "A exposição pré-natal à nicotina e anfetaminas tanto aumenta a chance das filhas se tornarem lésbicas. As mulheres grávidas que sofrem de estresse também são mais propensas a ter filhos homossexuais de ambos os sexos, porque seu elevado nível de cortisol, o hormônio do estresse, afeta a produção de hormônios sexuais fetais, relatou o professor.

Fonte: Tech Mestre