Etapa regional da Consocial acontece em Parnaíba em janeiro

Etapa regional da Consocial acontece em Parnaíba em janeiro

O evento irá discutir controle social nos gastos públicos e é organizado pela CGE

Parte da equipe organizadora da 1ª Conferência Nacional sobre Transparência e Controle Social (Consocial) esteve em Parnaíba nesta segunda (07). As auditoras da Controladoria-Geral do Estado (CGE) Cassandra Coelho e Milde Lemos foram recebidas na sede da prefeitura para acertar os detalhes de uma das etapas regionais da conferência, que deve acontecer naquele município.

A reunião contou com a presença da chefe da Controladoria Municipal, Ielnia Fontenele, e da chefia de gabinete da prefeitura. De acordo com Cassandra Coelho, a reunião foi extremamente positiva, pois a data do evento já ficou acertada. ?A etapa regional de Parnaíba será dia 27 de janeiro de 2012 e contará com a participação de 33 municípios vizinhos. Tanto a controladoria de lá como o prefeito confirmaram o apoio e o entusiasmo na realização do evento?, afirmou.

A auditora, que faz parte da equipe da CGE que organiza o evento, explica que a Consocial será dividida em pelo menos cinco etapas: quatro encontros regionais em municípios de referência e uma etapa estadual, reunindo todas as propostas elaboradas nas etapas anteriores.

Por enquanto, estão fechadas as datas das duas primeiras regionais, assim como da etapa final. ?A primeira será em Teresina, no dia 13 de janeiro, quando 46 municípios devem estar reunidos. Agora fechamos Parnaíba para o dia 27 e estamos elaborando as outras duas etapas para que em março de 2012 possamos voltar a Teresina reunindo todos os delegados do Estado?, explicita a auditora.

Após todas as propostas elaboradas na Consocial estadual, os delegados eleitos as levarão diretamente à Brasília, para o evento nacional, em abril do ano que vem. ?Pretendemos mostrar melhor o que é controle social dos gastos públicos, assim como levarmos boas propostas de mecanismos que melhorem esse controle em nosso Estado. Por isso, a participação de um número grande de municípios é essencial?, complementa a auditora da CGE Milde Lemos.

Fonte: Ass