Evento em Teresina discute sobre a felicidade com funcionários de maternidade

A temática discutida teve como foco a melhoria da saúde e do acréscimo de produtividade na vida profissional, diante da satisfação.

E é em busca da tal Felicidade, que o workshop, realizado pela ONG Instituto Visão do Futuro de Teresina, ocorrido na manhã desta sexta-feira, 20, no auditório da Maternidade Wall Ferraz (CIAMCA), Bairro Dirceu II, promoveu a discussão da Ciência Hedônica, conhecida como a Ciência da Felicidade.

O workshop reuniu em torno de 20 funcionários da maternidade. A temática discutida teve como foco a melhoria da saúde e do acréscimo de produtividade na vida profissional, diante da satisfação.

O evento teve como ministrante Soraya Pessoa, psicóloga e coordenadora da ONG Instituto Visão Futuro em Teresina, que garante que a Ciência Hedônica depende de três fatores: a genética, das condições externas e ainda de atividades intencionais.

"O Workshop foi bem produtivo, superou as expectativas. Justamente, por ter resgatado das pessoas o que estão dentro delas, que vivem uma rotina robotizada, que é a base de muitas doenças, inclusive, o estresse.

Em vista de que a Ciência Hedônica, diz que a felicidade é mais biológica e depende da genética, das condições externas e das atividades intencionais.

Aqui, por exemplo, quando questionei sobre um momento de felicidade, das seis pessoas que se manifestaram, cinco fizeram referência a nascimento de algum ente e uma aprovação em concurso público, que este é fruto de um esforço", explica Soraya Pessoa.

Já Mércia Brito, diretora da Maternidade, ressalta que a instituição vem desenvolvendo um trabalho humanizado, para despertar essa reflexão nos próprios funcionários.

"A nossa maternidade desenvolve um trabalho humanizado aos nossos clientes, só que para o trabalhador praticar o trabalho humanizado, ele também tem que estar satisfeito e feliz.

Pensando nisso, procuramos a ONG Visão do Futuro, para realizar esse momento voltado a Ciência da Felicidade, trabalhar a felicidade, o sorriso e a satisfação. Porque sabemos que têm muitas variáveis que nos tiram do caminho da felicidade.

A Ciência Hedônica é uma ciência nova, no entanto, a inquietação em saber sobre a felicidade não é novidade, pois há 2.400 anos, o filósofo grego Sócrates já se questionava quanto ao conceito de felicidade e como atingi-la.

E essa ciência tem trazido pesquisas sobre o que realmente é felicidade, tratando de virtudes, forças pessoais, bem-estar e aspectos da vida, com o objetivo de ajudar pessoas e grupos a desenvolver potencialidades.

Fonte: Pollyana Carvalho e Márcia Gabriele