Ex-miss finge ter câncer, arrecada US$ 30 mil, mas acaba presa

Ela foi condenada ade 2 a 4 anos de prisão após confessar crime

A ex-miss do Estado da Pensilvania, Estados Unidos, Brandi Lee Weaver-Gates 24,, fingiu ter câncer por cerca de dois anos e conseguiu arrecadar cerca de 30 mil dólares, o equivalente a R$ 98 mil de pessoas que queriam ajudar no tratamento.

A jovem confessou o crime e foi condenada nesta quinta-feira (28) e foi condenada a uma pena de dois a quatro anos de prisão. Ela disse ao juiz que forjou a doença para chamar atenção.

A ex-miss começou a farsa em 2013, quando contou para alguns amigos e familiares sobre o diagnóstico da doença. Ela afirmou que tinha Leucemia Linfoide Crônica, um tipo de câncer com taxa de sobrevivência de 34,8%.

De acordo com a imprensa local, Brandi chegou a posta no Facebook a mensagem "Não acredito que já faz uma semana que descobriu que estou em remissão! #tchautchaucâncer”.


Ex-miss fingiu ter câncer por dois anos
Ex-miss fingiu ter câncer por dois anos


Para manter a farsa, a ex-miss fazia com sua irmã a levsse a diversos hospitais fazendo com que esperasse aflita de seis a oito horas para terminar as "sessões de quimioterapia", mas na verdade ela apenas andava pelo hospital.

Ela chegou a raspar a cabeça, andar em cadeiras de rodas. Ela foi destaque em 2015, quando foi coroada Miss Pensilvânia em concurso de beleza e recebeu atenção por ganhar o título enquanto lutava pela doença. Ela chegou a ser carregada numa corrida por um amigo por alegar que tinha um sonho de participar e cruzar a linha de chegada.

A mentira foi descoberta após a polícia receber uma denúncia anônima em agosto de 2015 sobre as suspeitas da farsa. A Polícia foi investigar, andou nos hospitais e constatou que ela não havia feito nenhum tratamento, ninguém a conhecida.

Com a condenação  a ex-miss, além de ser presa terá que devolver o dinheiro e abrir mão de seus títulos de concursos.

Fonte: Com informações do msn