Exame confirma morte de brasileira sumida após atentado em Nice

Elizabeth estava desaparecida desde quinta

Autoridades francesas confirmaram, na noite deste domingo (17), a morte da carioca Elizabeth Cristina de Assis Ribeiro. A identificação foi feita por exame de DNA. Maria Inês, mãe da vítima, ainda não havia sido informada sobre onde está o corpo da filha.

A brasileira estava desaparecida desde que foi atingida pelo caminhão no atentado que matou mais de 80 pessoas em Nice, no sul da França, na quinta-feira (14). O país foi alvo de ao menos 10 atentados desde janeiro de 2015.

Pelo menos outros dois brasileiros foram atropelados. O cearense Anderson Happel, de 24 anos, atingido pelo parachoque do caminhão está fora de perigo. Ana Lourdes Montalverne, de 63 anos, que há 20 mora na França, teve traumatismo craniano e está em recuperação, segundo parentes.

Elizabeth estava com a família no balneário francês. Uma das filhas dela, Kayla Ribeiro, de 6 anos, que nasceu na Suíça, está entre os mortos.

A menina teve a vida interrompida enquanto a família se reunia para acompanhar a queima de fogos em comemoração do Feriado da Bastilha. Além da mãe, Kayla estava no local acompanhada do pai, Silyan, e das irmãs, Djulia e Kymea, que sobreviveram e estão fora de perigo.

Elizabeth nasceu em Olaria, na Zona Norte do Rio, e morava na Suíça há mais de 20 anos e teve as três filhas no país. Segundo o sobrinho, o cabeleireiro Diego Marinho, de 23 anos, ela foi levada por bombeiros durante a tragédia.

Image title

Fonte: Com informações do G1