Exército reforça resgate de vítimas da barragem Algodões I

Os bombeiros chegaram a informar que um oitavo corpo foi encontrado

Mais uma equipe do Exército chegou à região de Cocal (PI), onde houve o rompimento da barragem de Algodões. Segundo nota divulgada pelo governo estadual, a equipe, formada por 17 homens do 25º Batalhão de Caçadores e 14 homens do 2º Batalhão de Engenharia e Construção, participa das buscas pelos desaparecidos e no resgate de famílias que ficaram isoladas.



Os bombeiros chegaram a informar que um oitavo corpo foi encontrado, mas, oficialmente, administração estadual informa que sete pessoas morreram e duas estão desaparecidas.

O secretário estadual de Defesa Civil, Fernando Monteiro, disse ao G1 que tiveram que deixar suas casas 600 famílias de Cocal e outras 450 famílias de Buriti dos Lopes (PI). De acordo com ele, todas estão recebendo assistência.





O governador Wellington Dias foi até Cocal neste domingo (31), para discutir um plano de reconstrução das áreas atingidas. Segundo a assessoria de imprensa, ele disse que pretende discutir com a comunidade a possibilidade de reconstrução da barragem.

Inundações

A enxurrada provocada pelo rompimento da barragem, na quarta-feira (27), arrastou casas, animais e pessoas. Em menos de uma hora, quase 50 bilhões de litros d"água desapareceram do reservatório.

Plantações inteiras foram destruídas e as casas foram arrastadas pela água. Pelo menos 3 mil pessoas ficaram desalojadas ou desabrigadas, segundo balanço da Defesa Civil.

A força da água foi tanta que derrubou 17 postes de energia elétrica. O fornecimento foi suspenso na região.

Fonte: g1, www.g1.com.br