FAB diz que pode achar sobreviventes

Percorrerão os 666 km entre a costa brasileira e o limite do espaço aéreo senegalês

Quase 24 horas após o desaparecimento do avião da Air France, o vice-chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, coronel Jorge Antônio Amaral, disse nesta segunda-feira que a FAB (Força Aérea Brasileira) ainda trabalha com a possibilidade de encontrar sobreviventes do voo 447 que sumiu na noite de domingo.

O coronel não soube dizer se há condições ambiente para garantir que os 228 passageiros consigam sobreviver. "Temos que trabalhar com a possibilidade de sobreviventes sempre. Nós não podemos desistir de encontrar pessoas", disse.

As buscas serão mantidas, percorrendo os 666 km entre a costa brasileira e o limite do espaço aéreo senegalês.

As duas aeronaves da FAB vão checar a informação de um piloto da TAM que teria realizado o percurso inverso do 447 --deixando o continente europeu com destino ao Brasil-- cerca de 40 minutos após o último contato da aeronave do Air France com o controle aéreo brasileiro e teria avistado pontos laranjas, que ele descreveu como chamas, indicando um possível incêndio.

As duas aeronaves francesas que também trabalham nas buscas refizeram o trajeto citado pelo piloto da TAM, mas sustentaram que nada foi visto. Os aviões franceses já encerram os trabalhos por hoje.

A FAB disponibilizou para as ações de busca oito aeronaves, além de três navios que foram cedidos pela Marinha. Na noite de hoje, dois aviões utilizarão radar para fazer uma varredura eletrônica para localizar os equipamentos de emergência. As aeronaves também devem usar para equipamentos de infravermelho, que podem auxiliar a possível identificação de destroços, se for o caso, ou de vítimas.

Segundo informações da Aeronáutica, 100 homens trabalham na operação. Eles pertencem ao grupo de elite da FAB, que também atuou no acidente com o avião da GOL, em 2006, que matou 154 pessoas.

O avião da Air France desapareceu no trajeto entre o Rio --de onde decolou por volta das 19h de domingo-- e Paris, com 228 pessoas a bordo --216 passageiros e 12 tripulantes. Segundo a Air France, há 58 brasileiros entre os passageiros.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br