FAB encontra mais destroços do Airbus no oceano Atlântico

Uma aeronave de sensoriamento R-99 iniciou as buscas noturnas

Aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) encontraram na madrugada desta quarta-feira novos destroços do jato da Air France que desapareceu no Atlântico com 228 pessoas a bordo, após a confirmação de que a aeronave caiu no mar durante o trajeto Rio-Paris, informou uma fonte da FAB.

"A noite não passou em branco, foram encontrados mais destroços", disse a fonte, acrescentando que não poderia dar mais detalhes antes que as famílias dos passageiros fossem comunicadas sobre as novas informações. Perguntada se foram encontrados corpos, a fonte afirmou: "Não, apenas destroços."

A confirmação de que os primeiros destroços do Airbus A330 foram encontrados foi dada pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, na tarde de terça-feira, após reunir-se com familiares dos passageiros no Rio. De acordo com a Força Aérea, a quantidade e o tipo de material avistado -peças brancas, fiação e manchas de óleo dispersos por cerca de 6 quilômetros - levou à conclusão de que os destroços pertenciam ao Airbus que fazia o vôo AF 447.

Os militares brasileiros, que entram no terceiro dia de buscas, prosseguiram durante a madrugada a operação na área em que foram encontrados os primeiros destroços, a 150 km do local onde o Airbus A330 enviou uma mensagem automática informando que sofria problemas técnicos quatro horas após decolar na noite de domingo.

Uma aeronave de sensoriamento R-99 iniciou as buscas noturnas e, durante a madrugada, três aviões C-130 Hércules sobrevoaram a região. Cinco embarcações da Marinha se dirigiam à região onde foram encontrados os destroços, incluindo um navio-tanque. A primeira delas, o navio patrulha Grajaú, deve chegar à região às 18h desta quarta-feira.

Inicialmente, a expectativa era de que o navio chegasse às 11h, mas essa estimativa foi adiada devido a condições climáticas que impedem que a embarcação se locomova a uma velocidade maior. Um navio da França, capaz de realizar exploração no fundo do mar, também ajudará nas buscas. Três navios mercantes estão desde terça-feira no local indicado pela FAB colaborando nas buscas.

O acidente

O Airbus A330 saiu do Rio de Janeiro no domingo (31), às 19h (horário de Brasília), e deveria chegar ao aeroporto Roissy - Charles de Gaulle de Paris no dia 1º às 11h10 locais (6h10 de Brasília).

De acordo com nota divulgada pela FAB, às 22h33 (horário de Brasília) o vôo fez o último contato via rádio com o Centro de Controle de Área Atlântico (Cindacta III). O comandante informou que, às 23h20, ingressaria no espaço aéreo de Dakar, no Senegal.

Às 22h48 (horário de Brasília) a aeronave saiu da cobertura radar do Cindacta, segundo a FAB. Antes disso, no entanto, a aeronave voava normalmente a 35 mil pés (11 km) de altitude.

A Air France informou que o Airbus entrou em uma zona de tempestade às 2h GMT (23h de Brasília) e enviou uma mensagem automática de falha no circuito elétrico às 2h14 GMT (23h14 de Brasília). A equipe de resgate da FAB foi acionada às 2h30 (horário de Brasília).

Fonte: Terra, www.terra.com.br