Facebook causa revolta ao censurar foto de vítima de queimaduras

A rede social parece ter cruzado uma nova fronteira

As políticas do Facebook quanto à nudez sempre foram bem estranhas e todo mundo já cansou de ouvir histórias de mães que tiveram suas fotos de amamentação censuradas ou até fotos de estátuas que foram removidas por “mostrar demais”. Mas agora a rede social parece ter cruzado uma nova fronteira no quesito absurdo ao remover duas vezes a foto de uma vítima de queimaduras sem nenhuma explicação.

Image title

Tudo começou quando o sueco Bjorn Lindeblad postou na rede social uma foto de seu amigo que é bombeiro e havia sofrido uma queimadura severa no rosto. Pouco depois, a imagem foi retirada da rede social sem nenhuma explicação. Bjorn imaginou que se tratava de um erro e publicou a imagem novamente – para vê-la ser apagada mais uma vez do Facebook. Foi só então que ele decidiu fazer uma terceira publicação criticando a política da empresa, que já rendeu mais de 30 mil compartilhamentos.

“Você gostaria de me ajudar a protestar contra a desagradável política do Facebook? Então por favor compartilhe e divulgue essa foto de uma das almas mais bonitas que eu conheço. Eu estou postando isso no Facebook pela terceira vez em 36 horas. O Facebook já removeu a foto duas vezes sem explicação. E eles até mesmo me tiraram de minha conta do Facebook. A princípio, eu fiquei estupefato. Depois diversas vítimas de queimaduras me contataram e explicaram que fotos de pessoas com marcas de queimaduras são comumente classificadas na mesma categoria em que fotos racistas e sexistas no Facebook“, escreveu Bjorn na publicação.

Além da postagem, ele também enviou uma mensagem ao Facebook explicando o ocorrido e protestando a respeito da política da empresa, que se desculpou a respeito da situação com a seguinte mensagem: “Um membro de nosso time acidentalmente removeu algo que você postou no Facebook. Isso foi um engano e nós pedimos desculpas sinceramente por este erro. Restauramos o conteúdo e você deve ser capaz de vê-lo agora“.

Fonte: Com informações do Hypeness