Faixa exclusiva não é respeitada por motoristas em Teresina

No entanto, durante os horários de pico, motoristas de carros

A cada ano, a cidade de Teresina possui aumento do número de veículos em circulação. Hoje, a frota registra mais de 400 mil carros, gerando caos durante os horários de pico em uma das avenidas mais movimentadas da capital, a Frei Serafim.


Image title

O ano de 2011 foi marcado por uma iniciativa de melhoria no trânsito da Avenida Frei Serafim. A Superintendência de Transportes e Trânsito (Strans) implantou faixas exclusivas de ônibus.

O objetivo era oferecer mais fluidez ao transporte público e reduzir o tempo nas viagens dos ônibus. No entanto, durante os horários de pico, motoristas de carros de passeio invadem a faixa exclusiva dos veículos coletivos que, por sua vez, invadem as dos carros de passeio.

A confusão é gerada, principalmente, entre os horários de 6h30 e 7h30, além de 12h e 13h30 e 17h30 e 18h30, pois os cruzamentos ficam completamente fechados por conta dos grandes congestionamentos.

Os passageiros de ônibus estão entre os mais prejudicados. Por conta da problemática, a estudante Larissa Vieira afirma que o congestionamento começa no início da avenida, no sentido zona Leste/Centro, e conta os principais problemas.

“Mesmo com a faixa exclusiva, ainda assim a Frei Serafim fica congestionada nos horários de pico, pois são muitos ônibus e todos usam a mesma faixa. Às vezes me atraso muito para o trabalho por conta desse trecho”, conta.

Atravessar a avenida também se torna uma tarefa complicada. “É um sofrimento. Até com faixa de pedestre ninguém para. Uma vez levei 15 minutos só para atravessar”, diz indignada. Além disso, o estudante Walder Rangel relata situações piores.

“Quando chega no horário de 17h30, o trânsito fica completamente parado até chegar à ponte, principalmente quando tem sinais de chuva”, afirma. Procurada pelo Jornal Meio Norte, a Superintendência de Transportes e Trânsito (Strans) informa que a Avenida Frei Serafim é monitorada por 19 câmeras em toda sua extensão. Além disso, dois agentes fiscalizam os principais pontos da avenida, multando motoristas em caso de descumprimento.

A Prefeitura de Teresina, por meio da Strans, implantou faixas de ônibus exclusivamente destinadas ao transporte coletivo na Avenida Frei Serafim e nas ruas Pires de Castro e Coelho de Resende. Nas duas ruas são registrados os maiores problemas.

Motoristas de carro de passeio e ônibus disputam vagas de acesso a Avenida Frei Serafim. Mesmo com as faixas exclusivas, os motoristas de ônibus encontram dificuldades ao atravessar a avenida, pois devem realizar manobras arriscadas.

A prefeitura informa que também estão em fase de implantação as faixas nas avenidas Miguel Rosa e Barão de Gurgueia. Além do centro da cidade e na Avenida Presidente Kennedy, na zona Leste.


Fonte: Pollyana Carvalho e Daniely Viana