Falta de segurança continua amedrontando funcionários de bancos

Os sindicalistas garantem que a maioria dos itens exigidas pela lei ainda não foram implantados.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA SEXTA-FEIRA (5) DO JORNAL DO MEIO NORTE

A falta de segurança nas agências bancárias e postos de atendimento avançado no Piauí continuam amedrontando quem trabalha ou precisa usar os serviços bancários. Segundo o Sindicato do Bancários do Piauí, nenhuma agência no Estado cumpre de forma integral a Lei de Segurança Bancária. Os sindicalistas garantem que a maioria dos itens exigidas pela lei ainda não foram implantados.

Dados do Sindicato mostram que em 2013 aconteceram 24 ocorrência, dentre assaltos, arrombamentos e explosões tanto a agências bancárias quanto a postos de atendimento avançado. Nesse ano já foram 17 casos. O último aconteceu na quarta-feira (03), na cidade de Palmeirais, quando quatro homens dinamitaram o posto de atendimento avançado do Bradesco e levaram todo o dinheiro. Esse não é o único caso desse mês de dezembro. No dia 2 bandidos explodiram o caixa eletrônico, atiraram contra a polícia e levaram o dinheiro do caixa do Bradesco da cidade de Alto Longá.

“Enquanto não for investido em segurança será difícil mudar essa realidade. Os bancos lucram muito e o mínimo que eles deveriam fazer era cuidar da segurança, investindo em segurança privada e não apenas transferindo a responsabilidade para o poder público. A Lei de Segurança Bancária já tem três anos que foi aprovada e nunca foi posta em prática como deveria”, reclamou o sindicalista Paulo Roberto Poussaint.

Repórter: Pollyana Carvalho

Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Pollyana Carvalho