Família de atropelada deve processar taxista por post na web após acidente

Postagem em rede social motivou reação dos familiares da vítima.

A família da aposentada Mirtes de Oliveira Bodesta, de 64 anos, informou que deve entrar na Justiça contra o taxista Elton Rafael Garcia, de 22 anos, que a atropelou na região central de Maringá, no norte do Paraná, na terça-feira (26). O filho da vítima disse que vai contratar um advogado, e que vai processar o motorista por causa do acidente e das fotos e dos comentários publicados em uma rede social na internet. Elton Garcia postou fotos do acidente e de ferimentos que sofreu, e nos comentários escreveu.


Família de mulher atropelada no PR deve entrar na Justiça contra taxista

Questionado sobre as publicações na internet, Garcia disse que se arrependeu da publicação. ?Foi um momento de bobeira, de inocência. Não tinha ideia da proporção que isso poderia tomar?, afirmou.

O dono do táxi, Valdenir de Aguiar, foi até a delegacia de Maringá nesta quarta-feira (27), e abriu um Boletim de Ocorrências (B. O.) contra o funcionário que dirigia o veículo no momento do acidente. Ele disse que está indignado pelo acidente, e também pelas publicações feitas na internet.

?Ele [o taxista] considerou isso como uma brincadeira. Um carro daquele, na mão de uma pessoa como essa, eu chamo de irresponsabilidade, é uma arma muito perigosa. Aquela mulher poderia ter perdido a vida?, disse Aguiar.

O acidente

As imagens da câmera de segurança de uma loja mostram um táxi atravessando a Avenida Piratininga, cuja preferencial era do carro que seguia pela Avenida Santos Dumont. Com a batida, o táxi invade a calçada em que a aposentada estava e a arremessa a cerca de dez metros.

A Polícia Civil disse que para o motorista ser indiciado por lesão corporal culposa, a própria vítima deve apresentar denúncia em 6 meses. "É uma irresponsabilidade do motorista de táxi. Agora, de acordo com a legislação penal, depende da vítima processá-la", informou o delegado Sérgio Barroso.

Vítima se recupera bem, diz hospital

Mirtes de Oliveira Podesta passou por uma cirurgia na tarde de terça-feira (26) e segue internada no Hospital Santa Casa de Misericórdia de Maringá. Ela teve os braços e uma perna fraturados e deve passar por outras duas cirurgias, de acordo com o boletim médico.

Fonte: G1