Família, fãs e astros velarão o corpo de Whitney Houston hoje

Dionne Warwick, Stevie Wonder e Aretha Franklin vão cantar na cerimônia

Astros do soul, do gospel e do pop, do passado e do presente, velarão neste sábado o corpo da cantora Whitney Houston, uma semana após da repentina morte da artista, cuja extraordinária voz e os álbuns recordistas de vendas fizeram dela uma das maiores de sua era. O evento terá transmissão ao vivo pela televisão e internet.


Família, fãs e astros velarão o corpo de Whitney Houston hoje

Whitney, que morreu em um quarto de hotel em Beverly Hills na semana passada, gravou músicas de amor comoventes e vibrantes. Ela será velada por família e amigos em um funeral onde nasceu, em Newark, Nova Jersey.

Alicia Keys, Stevie Wonder, Aretha Franklin e a prima da cantora, Dionne Warwick, vão se apresentar na Igreja Batista New Hope, onde Whitney começou a cantar ainda criança no coral com sua mãe, Cissy Houston, que foi "backing vocal" de Aretha Franklin.

Os astros de Hollywood Kevin Costner e Tyler Perry, além do mentor de Whitney, o produtor Clive Davis, devem falar durante o funeral. Oprah Winfrey, Elton John, Beyoncé e Bill Cosby também irão ao funeral.

A família de Whitney decidiu não fazer um funeral público, mas os fãs devem lotar as ruas nas cercanias da igreja, da casa funerária e do cemitério onde o corpo da artista será enterrado. Muitos deixaram flores, cartões e balões dedicados à cantora, que se tornou estrela global logo em seu álbum de estreia, em 1985.

Whitney está na lista das maiores cantoras dos anos 1980 e 1990, mas sua vida pessoal e seu casamento com o cantor Bobby Brown foram tumultuados. Ela admitiu uso pesado de cocaína, maconha, álcool e pílulas de prescrição médica.

Mas sua morte, aos 48 anos, chocou sua família, fãs e a indústria da música. Whitney foi encontrada imersa em uma banheira de hotel na véspera da festa de entrega do Grammy. A causa da morte ainda é incerta.

A polícia pediu para fãs que fiquem em casa e assistam ao funeral pela Internet ou pela TV. Os policiais planejam fechar as ruas próximas ao funeral.

Fonte: G1