Homem de mais de 200 kg é retirado de casa com ajuda de guincho

Homem de mais de 200 kg é retirado de casa com ajuda de guincho

Homem de mais de 200 quilos caiu em banheiro e foi retirado de guincho. Caso foi registrado na cidade de Amélia Rodrigues, a 80 Km de Salvador

A família de Wellington Conceição, de 33 anos, que precisou ser resgatado de dentro de casa com auxílio de guincho na tarde de sexta-feira (9), não quer que ele deixe o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, para onde foi levado. Ele pesa mais de 200 Kg e a família deseja que Wellington permaneça no HGE até que consiga realizar uma cirurgia de redução de estômago.

?Eu falei com a esposa dele e a gente quer que ele fique lá até fazer a cirurgia. Mas querem dar alta. Então estou pedindo que alguém arrume um jeito dele continuar até que Deus o coloque em um hospital pra fazer a redução?, diz Valdete Alves da Paixão, amiga da família. Welligton sofreu uma queda no banheiro de casa na cidade de Amélia Rodrigues, a cerca de 80 Km de Salvador.


Família não quer que obeso resgatado de casa deixe hospital

Segundo o HGE, Wellington teve uma entorse na perna e aguarda que a prefeitura providencie um veículo para que seja realizado o transporte dele para casa. A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), que informou que a partir de segunda-feira (13) o homem receberá acompanhamento médico em Amélia Rodrigues.

A Sesab informou ainda que irá articular com a prefeitura uma forma para transportar Welligton para o Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), localizado em Salvador, para que seja realizado tratamento médico.

Valdete Alves afirma que devido à dificuldade de locomoção Wellington passava o tempo todo dentro de casa. "Tem três anos que ele está assim. Sem mais nem menos começou a engordar. Ele só foi começando a engordar e não procurou se cuidar. Depois que ficou obeso ele não saía de dentro de casa", diz Valdete.


Família não quer que obeso resgatado de casa deixe hospital

Acidente

Solange Santos, esposa de Wellington, informou que após a queda ela conseguiu tirar o marido do banheiro com ajuda de outras pessoas, mas não foi possível tirá-lo de casa para uma unidade de saúde devido à dificuldade de locomoção. A família acionou o Corpo de Bombeiros local e um guincho para que fosse possível fazer o resgate de Wellington, que durou quatro horas e meia.

Cerca de dez pessoas auxiliaram o trabalho de retirada do morador e uma parede precisou ser derrubada. Uma ambulância da concessionária Via Bahia foi cedida para transportar o paciente até o HGE.

No HGE, oito homens participaram da remoção do paciente da ambulância para uma maca.

Fonte: G1