Familiares de jovens mortos em acidente pedem Justiça

Irmãos morreram após motorista embriagado colidir contra eles

O uso de álcool e drogas aliado à imprudência na direção sempre tem feito vítimas no Piauí. Em 2015, o carro da família da jornalista Ana Alzira capotou após o condutor tentar desviar de um caminhão que invadiu a pista contraria da rodovia, nas proximidades da cidade de Elesbão Veloso, após ser preso, o motorista do caminhão confessou que tinha usado cocaína. 

No acidente, uma tia da jornalista morreu e os demais ocupantes do carro ainda tentam se curar das sequelas. 

“Vinha um caminhoneiro, drogado, que confessou que cheirou cocaína e tomou 5 arrebites, e se jogou por cima do carro, quando meu irmão puxou o carro tombou”, relatou a vítima. 

Jornalista e sua mãe sobreviveram a um acidente causado por um motorista qua havia usado cocaína (Crédito: Reprodução)
Jornalista e sua mãe sobreviveram a um acidente causado por um motorista qua havia usado cocaína (Crédito: Reprodução)

A mesma irresponsabilidade cometida pelo caminhoneiro é presenciada em Teresina, sobretudo, nos finais de semana. Foi o que aconteceu no último domingo, quando um motorista embriagado avançou um sinal vermelho em alta velocidade, na Avenida Miguel Rosa, e colidiu com o carro em que estavam os jovens Jader Damasceno, Bruno Queiroz e Francisco das Chagas Júnior. Os irmāos Bruno e Francisco Júnior acabaram morrendo em decorrência do acidente e a terceira vítima segue internada em um hospital de Teresina. 

Moaci Moura Júnior, o motorista que causou o acidente, foi libertado um dia depois, após um juiz estipular, em uma audiência de custódia, o pagamento de fiança no valor de 7 mil reais. 

Amigos e familiares do jovens que faleceram clamam por justiça e criticam a soltura do acusado de causar o acidente. 

“Aqui não tem Justiça. Como é que faz um crime desse ainda sai impune? Para fazer o quê? Para matar novamente”, disse emocionado uma amiga da família dos jovens. 

"Uma pessoa fica enchendo a cara e depois sai em alta velocidade, eu comparo com uma roleta russa, é matar ou morrer. E foi isso que ele fez”, afirmou um tio das vítimas. 

Tio dos jovens (Crédito: Reprodução)
Tio dos jovens (Crédito: Reprodução)

Emocionado, o pai que perdeu dois filhos em um intervalo de 3 dias pediu que seja feita Justiça no caso, para que outras famílias não venham a passar pelo que ele está passando. 

“Eu peço Justiça. Que vocês (imprensa) possam cobrar e acompanhar essa situação para que isso não venha a acontecer com outros pais de família, com outras famílias. Isso é uma situação que só sabe quem está passando”, disse. 


Emocionado, pai dos jovens pede justiça (Crédito: Reprodução)
Emocionado, pai dos jovens pede justiça (Crédito: Reprodução)


Fonte: Portal Meio Norte