GO:Familiares e amigos homenageiam jovem morta a facadas por 2 colegas

Estudante de 18 anos teria sido assassinada por duas colegas


Familiares e amigos homenageiam jovem morta a facadas por amiga

Familiares e amigos da estudante universitária Bianca Mantelli Pazzinato, de 18 anos, participaram no domingo (4) da missa de sétimo dia de morte da jovem na Catedral de Jataí, no sudoeste goiano. Duas adolescentes são suspeitas de assassinar a facadas a universitária. A celebração, que durou cerca de uma hora, foi marcada por homenagens à vítima.

Inconformados com a morte de Bianca, os pais da jovem ficaram emocionados durante a missa. Segundo parentes, a família está muito abalada. ?Dói muito no coração, a família está muito chocada. Pedi a Deus pra iluminar para que consigamos erguer a cabeça?, declarou o tio da vítima, Gilmar Batisti.

Em meio às homenagens à Bianca, os familiares pedem por justiça. ?Estamos rezando para encontrar o conforto, para que seja feita justiça?, ressaltou outro tio da universitária, Carlos Alberto Gorgen.

Crime

Bianca foi assassinada a facadas por volta das 10h30 do último dia 29 de julho, em Jataí. Conforme a Polícia Civil, as suspeitas de cometer o crime são duas amigas da vítima, de 16 e 17 anos, que estão apreendidas. O corpo da jovem foi encontrado no mesmo dia na casa da menina mais velha, embrulhado em sacos plásticos debaixo de uma cama.

Em entrevista, a suspeita contou que a motivação do assassinato seria a recusa da vítima em manter um namoro. "Ela não ia ficar comigo. Não queria que ficasse com mais ninguém também", declarou. Entretanto, as famílias da menor de idade e de Bianca afirmam que não tinham conhecimento do relacionamento homoafetivo entre elas. Tia da universitária, Júlia Pazzinato nega que Bianca tivesse qualquer relacionamento amoroso com a suspeita. ?Ela não queria envolvimento com essa menina. Bianca era perseguida por ela?, ressaltou a parente da vítima.

A Polícia Civil encontrou um caderno que reforça a suspeita de que o assassinato da estudante foi premeditado. No caderno, estavam listados os objetos que deveriam ser utilizados para matar Bianca, entre eles uma faca, luvas, e até uma barra de ferro.

Antes do crime, a menor de idade ainda tinha escrito uma carta para Bianca declarando seu amor por ela. Na declaração, a suspeita escreve "Te amo muito, não por escolha, meu coração te escolheu sozinho, não me deu chance de defesa".

A adolescente de 17 anos contou que Bianca tentou lutar antes de ser morta. ?Ela se debateu e queria gritar. Ficou muito desesperada?, declarou.

As menores estão internadas em um centro de atendimento socioeducativo, em Goiânia. Elas foram transferidas de Jataí para a capital após um pedido do Conselho Tutelar, no último dia 30. O órgão temia que a integridade física das suspeitas não pudesse ser resguardada na cidade do sudoeste goiano, já que há uma forte comoção popular com o crime.

Fonte: G1