Festival de Rabeca sai consagrado em sua terceira edição

Rabequeiros conquistam público do sul do Piauí e atrações nacionais completam a festa

O 3º Festival de Rabeca do Piauí terminou neste domingo (13) em total consagração. Com um público que se fez presente todos os dias três dias de festival, Bom Jesus teve a sua principal praça lotada. Segundo a organização do evento, cerca de 25 mil pessoas prestigiaram o festival na sua última noite.

Os rabequeiros foram a principal atração, impressionando a todos por suas execuções. Indo do mais velho, o maranhense Manoel Flandeiro, com seus 75 anos de idade e sua rabeca de aço, única no mundo, ao cearense Jéferson Leite, jovem rabequeiro, na casa dos 20 e poucos anos e Sérgio Matos, músico jovem e talentoso de Teresina.

Na verdade, para quem acompanhou a terceira edição do Festival de Rabeca do Piauí a emoção foi permanente. A cultura da rabeca foi mostrada em suas várias facetas pelos 11 rabequeiros que participaram do evento. Três estados brasileiros tinham representantes no festival, além da marcante presença de muitos municípios do Piauí. Engrandeceram o evento os rabequeiros: Joaquim Carlota (Bom Jesus-PI); Hadilton Vieira(Corrente-PI), Valdecir Araújo(Luzilândia-PI), Vânia da Rabeca(Teresina-PI); Sérgio Matos(Teresina-PI) Mundico Silva(União-PI) Julinho de Amarante(PI); Manoel Flandeiro (Pedreiras-MA); Erandino(Timon-MA); Pedro da Rabeca(Timon-MA) e Jéferson Leite(Goiânia-GO).

Também encantaram o público uma série de outras atrações culturais e musicais de peso como o conjunto Roque Moreira de Teresina que manteve a plateia cativa na madrugada de sexta-feira; Julimar do Pife e os Encantadores do Sertão impressionaram a todos; a Orquestra de Rabeca de Bom Jesus fez o orgulho da cidade; sem esquecer o show de Vavá Ribeiro e Banda que apresentou um show romântico, pelo Dia dos Namorados, mas também com muito forró.

Fonte: Assessoria