Filho de 2 anos do ex-goleiro Bruno acredita que o pai assassinou a mãe Eliza Samudio

Filho de 2 anos do ex-goleiro Bruno acredita que o pai assassinou a mãe Eliza Samudio

Segundo a avó da criança, neto teria visto fotos do jogador e de Macarrão e dito que ambos são "maus".

O garoto Bruninho, de 2 anos, filho de Eliza Samudio e do ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes, 27, identifica o próprio pai e o amigo dele Luiz Henrique Romão, o Macarrão, como os responsáveis pela morte da mãe. A informação foi dada à reportagem do portal R7 MG por José Arteiro, advogado assistente da acusação, e confirmada por Sônia de Fátima Moura, a avó da criança.

Segundo Sônia, há poucos dias ela estava folheando uma revista que trazia fotos dos acusados da morte de sua filha quando Bruninho apontou para as imagens do jogador e de Macarrão dizendo que eram "homens maus".

? Eu tento preservar ele ao máximo. Foi um vacilo meu deixar que ele visse a foto. Ele tem pesadelos à noite com isso. Sei que vai chegar a hora em que não terei mais como esconder isso dele, mas enquanto eu puder o preservar de toda essa história, eu o farei.

Ainda segundo a mãe da modelo, ela tem medo que com o passar do tempo a história acabe influenciando a personalidade de Bruninho, fazendo com que se torne um adolescente revoltado e que queira se vingar um dia. Para evitar complicações no futuro do neto, Sônia já está levando a criança a um psicólogo há dois meses.

? Ele ainda não tem plena noção das coisas, mas ele é um menino muito inteligente, que gosta de mexer no computador. Sei que logo ele vai ver sobre o caso na internet, vai procurar informações sobre a mãe. E eu tenho medo que isso venha a influenciar ele negativamente no futuro.

Carta

Quanto a revelação de uma carta em que o ex-goleiro pede a Macarrão para o amigo assumir a autoria do crime, Sônia diz ter ficado surpresa com a atitude do pai de Bruninho.

? Estas revelações mostram cada vez mais para a sociedade o que realmente aconteceu. Que existiu um plano para assassinar minha filha e que as pessoas que estão presas é que são as responsáveis por isso.

Questionada sobre a defesa de Bruno de que o conteúdo da carta queria dizer na verdade sobre um suposto relacionamento amoroso entre o ex-goleiro e o amigo, Sônia disse que este é um ?problema dos dois? e que não acredita que esta estratégia seja levada a sério. Seu advogado, José Arteiro, vai além.

? A defesa (do Bruno) querer usar esse argumento é assinar um atestado de imbecilidade dos jurados. Eles podem tentar blindar o Bruno, mas não podem negar o que ele é: um criminoso. Ele já foi condenado por agredir a Eliza, e vamos até o fim para provar o envolvimento dele e de seus comparsas neste caso.

Fonte: R7, www.r7.com