Filme em homenagem a Torquato Neto terá apoio do Governo do Estado

O apoio ao filme é uma forma de compensar uma dívida.

A vida do poeta piauiense Torquato Neto será recontada em filme. Intitulado “Torquato Neto, Anjo Torto”, o documentário passa a contar com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). O anúncio foi feito durante solenidade de reabertura do Clube dos Diários. Na ocasião, o governador  Wellington Dias autorizou a liberação de R$ 300 mil para produção do filme, que tem orçamento total de R$ 750 mil.

A vida do poeta piauiense será recontada no filme “Torquato Neto, Anjo Torto”.  (Crédito: Divulgação)
A vida do poeta piauiense será recontada no filme “Torquato Neto, Anjo Torto”. (Crédito: Divulgação)

Para o secretário estadual da Cultura, Fábio Novo, o apoio ao filme é uma forma de compensar uma dívida que o estado tem com a história de Torquato Neto, que agora pode ser recontada e disseminada pelo Piauí, pelo país e pelo mundo.

De acordo com o diretor, o cineasta carioca Eduardo Ades, a ideia é lançar o filme em festivais no segundo semestre de 2016, com previsão de lançamento nos cinemas em 2017. “Com base em muitas parcerias, temos conseguido viabilizar a produção até aqui, mas à medida que tivermos novas parcerias, podemos ter uma pós-produção mais encorpada, investindo nos videografismos, no licenciamento das músicas e arquivos, assim como em algumas filmagens complementares que já sabemos que são necessárias”, explica o diretor.

Poeta e cronista piauiense, Torquato Neto participou do movimento tropicalista como letrista de músicas consagradas, entre elas “Geléia Geral”, “Soy Loco por Ti América” e “Deus nos Salve esta Casa Santa”. Pela admirada biografia do poeta, o filme que conta a história do artista terá entrevistas que vão de parceiros e amigos como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Tom Zé, Augusto de Campos, Ivan Cardoso a parentes como sua madrinha Iara, primos e outros que revelaram aspectos da vida e obra de Torquato Neto.

Ainda não foi definido quem será o ator que irá interpretar Torquato Neto no filme, mas segundo o diretor, esta decisão será tomada de acordo com análise do personagem. “A gente não quer que o Torquato seja apenas o assunto do filme. Ele deve ser o protagonista, então temos que voltar a tudo o que ele deixou. Entrevista em áudio que foi localizada, os poemas, as cartas, os artigos, as músicas, tudo para construir um personagem que seja tão potente e múltiplo quanto ele de fato foi em vida. E aí sim, vamos gravar essa locução com um ator que ainda vamos definir”, afirma Eduardo Ades.

O diretor diz ainda que, com quase todas as entrevistas realizadas, o filme, que tem previsão de lançamento para este ano, segue em processo de edição. “A gente já conseguiu realizar quase todas as entrevistas de que precisávamos e agora estamos montando e preparando a estrutura do filme. Um roteiro já tinha sido preparado, que nos guiou em todas as etapas pelas quais já passamos. Mas agora, conhecendo bem o material captado, voltamos de certa forma à etapa de roteiro. Alguns poemas e textos que separamos do Torquato não funcionaram muito bem agora. Já outros se revelaram muito mais interessantes do que havíamos percebido inicialmente”, finaliza o Eduardo Ades.

Ficha Técnica:

Argumento

Marcus Fernando

Direção e roteiro

Eduardo Ades

Marcus Fernando

Produção

Daniela Santos

Eduardo Ades

João Felipe Freitas

Produção Executiva

Daniela Santos

Direção de Produção

Angélica de Oliveira

Direção de Fotografia

José Eduardo Limongi

Montagem

João Felipe Freitas

Fonte: Com informações do Portal do Governo