Fluxo de passageiros no Aeroporto de Teresina cresce 5,8%

Os números apontam que os teresinenses têm preferido viajar de aviã

Não se fala em outro assunto nas rodas de conversa, a não ser do período de recessão financeira que os brasileiros estariam enfrentando atualmente. No entanto, dados divulgados ontem pela Superintendência da Infraero, vão na contramão da especulação da crise.

Os números apontam que os teresinenses têm preferido desembolsar dinheiro a mais e obter a comodidade de uma viagem de avião.

Segundo a Infraero, de janeiro a junho de 2015, o Aeroporto Senador Petrônio Portela registrou 590.843 passageiros. O número representa um crescimento de 5,8% em relação ao mesmo período do ano passado, que foi de 558.177 viajantes. O terminal de Teresina também se destaca em relação a outros aeroportos do país, que tiveram redução do fluxo de pessoas, como o localizado em Vitória (ES).

“O crescimento da demanda de passageiros nos traz contentamento não apenas pelos efeitos positivos que acompanham esses números, mas também por contrariar uma situação presente na maioria dos aeroportos do Brasil”, avaliou o superintendente do Aeroporto, Sânzio Teixeira da Silva.

Image title

O mês onde mais pessoas passaram pelo Aeroporto de Teresina foi junho. A Infraero estima que o incremento registrado foi favorecido pelas festividades juninas na região Nordeste e pela proximidade do período de férias. “O que temos acompanhado também é que a indústria (companhias aéreas) tem retirado rotas em alguns locais, mas em Teresina isso não tem ocorrido, ou seja, a oferta tem sido mantida, o que provoca fomento à demanda”, acredita a superintendência.

Entre os destinos mais escolhidos por quem passou pelo Aeroporto de Teresina estão: São Paulo, Brasília e Fortaleza. Até junho de 2015 o terminal aéreo teresinense contabilizou 288.064 embarques e 290.261 desembarques.

De acordo com a Infraero, o Aeroporto de Teresina tem capacidade de receber 2 milhões de passageiros ao ano. Em 2014, passaram por lá 1.173.643 usuários. Recentemente o Terminal passou por uma obra orçada em R$ 4,3 milhões.

As intervenções incluíram a ampliação da área de circulação do aeroporto e dos canais de inspeção, com novos sanitários e a instalação de seis balcões de check-in adaptados para acessibilidade, aumentando a quantidade disponível de balcões de nove para 16.

A fachada do terminal foi completamente restaurada, com ampliação das coberturas externas e ampliação das calçadas para garantir maior comodidade e espaço aos passageiros no embarque e desembarque.

“Vamos continuar nosso trabalho com vistas ao crescimento, primando sempre pela segurança e conforto dos nossos clientes”, acrescenta o superintendente do Aeroporto, Sânzio Teixeira da Silva.


Fonte: Virgínia Santos e Izabella Pimentel