FMS mobiliza mais diretores de escolas para falar sobre Hanseníase

Profissionais de saúde visitarão as escolas e farão buscas

O Centro de Formação Odilon Nunes, localizado no bairro Marquês, zona Norte da capital, será palco amanhã (28) de uma reunião entre técnicos da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e 303 diretores de escolas públicas de Teresina para tratarem sobre a Campanha de Hanseníase e Verminoses, que acontecerá de 10 a 14 de agosto.

A campanha ocorre desde o ano de 2013 nas escolas e tem como objetivo reduzir a carga parasitária em escolares de faixa etária de 5 a 14 anos, além de identificar casos suspeitos de hanseníase, uma vez que ambas as doenças causam manchas no corpo.

“No encontro com os diretores de escolas vamos explicar mais sobre a campanha a eles e solicitar também uma contrapartida das escolas no nosso trabalho de conscientização dos escolares e familiares. Vamos também traçar estratégias para a realização das ações da Campanha de Hanseníase e Verminoses”, explicou Salmon Alencar, da coordenação do Programa Municipal de Hanseníase da FMS.

Durante a campanha de Hanseníase e Verminoses, profissionais de saúde visitarão as escolas e farão busca ativa de casos de hanseníase por meio do chamado método do espelho, onde os pais dos alunos receberão um formulário no qual deverão informar sobre eventuais sinais e sintomas sugestivos de
hanseníase.

No período da referida campanha profissionais das Unidades
Básicas de Saúde dos bairros  administrarão o medicamento Albendazol 400mg para o tratamento de verminoses nos escolares. “Tomado em dose única, o remédio é eficaz, não tóxico, de baixo custo e já foi utilizado em milhões de indivíduos em diversos países e relatado na literatura científica. Seus efeitos colaterais são raros e sem gravidade”, falou Salmon Alencar.

Fonte: Ascom/PMT