FMS orienta para cuidados com o Aedes aegypti na Semana Santa

Famílias que irão viajar nesse feriadão devem tomar alguns cuidados

Semana Santa é uma época em que muitas pessoas viajam e deixam suas residências fechadas. Com a maior frequência de chuvas que Teresina tem recebido nos últimos dias, há a possibilidade de haver o acúmulo de água parada e a possível proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Pensando nisso, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) alerta a população para que tome alguns cuidados antes de viajar. Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde, afirma que, antes de viajar, o teresinense deve checar se os ralos de banheiros e as caixas dágua estão hermeticamente fechados, além de se certificarem de que no quintal de suas casas não ficarão objetos que acumulem água.

"As pessoas também devem evitar o acúmulo de água parada em calhas, materiais de construção, pneus, garrafas e materiais descartáveis espalhados pelos espaços livres de suas casas”, afirma a diretora. “Mesmo uma tampinha de garrafa pode se tornar foco do mosquito, por isso devemos estar bem atentos”, diz ela.

Amariles Borba chama atenção também das repartições públicas e estabelecimentos em geral que ficarão fechadas durante o feriado. “É importante que os gestores e funcionários se certifiquem de que não deixarão locais propícios para a proliferação do mosquito”, ressalta a diretora.

Ações

Diante do perigo maior, com a chegada da zika e sua relação com o aumento dos casos de microcefalia, a FMS tem intensificado as ações de combate ao Aedes aegypti em toda a cidade. Todos os sábados, está sendo realizada a operação Faxina nos Bairros, que em parceria com a população tem recolhido todo o lixo dos quintais com potencial de se tornar criadouro do Aedes aegypti. Já foram 2.142 toneladas recolhidas em 12 edições.

A gerência de Zoonoses está dando continuidade às visitas às residências, além do ingresso forçado a imóveis fechados com suspeitas de criadouros do Aedes aegypti. Até o dia 16 de março, foram visitados mais de 354 mil imóveis em todo o município, dos quais 32.245 foram tratados.

Além disso, a FMS continua trabalhando a questão educativa com a realização de palestras e ações educativas em escolas, empresas e outros locais. A FMS está formando também multiplicadores de informação com a realização dos cursos de capacitação para controle e prevenção de dengue, zika e chikungunya. Até o momento, já foram capacitados 225 alunos oriundos de instituições como escolas, empresas e órgãos públicos.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina