FMS procura voluntários para realização da pesquisa da vacina no PI

O estudo da vacina contra a Dengue encontra-se aprovado.

A Fundação Municipal de Saúde (FMS), através do Núcleo de Educação em Saúde e Comunicação (NESC), está contribuindo para a realização de coletas de amostras de sangue em voluntários de diferentes faixas etárias como estratégia de introdução de uma vacina contra a dengue no Brasil. Amanhã (21) técnicos da FMS realizarão uma roda de conversa com pais dos alunos da Escola Municipal Professor Marcilio Flavio Rangel de Farias, localizada no bairro Vila Santa Bárbara, zona Leste de Teresina.

“Estaremos falando sobre a importância da pesquisa e da vacina com os pais dos estudantes para que eles possam autorizar os filhos a participarem voluntariamente da coleta de sangue. Apenas 3,5 ml são retirados para que sirvam de amostra para a pesquisa.”, afirma Júlia Mesquita Rocha, coordenadora do NESC da FMS.

O Ministério da Saúde está apoiando a pesquisa para introdução de uma vacina contra a dengue e a FMS, da Prefeitura de Teresina, está contribuindo na realização de coletas de amostras de sangue em voluntários.

No dia 22, quinta-feira, outra roda de conversa com pais de alunos será realizada no Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Jofre do Rego Castelo Branco, localizada na Av. Alameda Parnaíba, 2171, bairro Marquês, zona Norte.

“Na ocasião também reforçaremos as informações sobre continuarmos as ações rotineiras de combate ao mosquito causador da dengue, o Aedes aegypti”, explica Júlia Mesquita Rocha.

No dia 9 de outubro, coletas de amostras de sangue foram realizadas em alunos da Escola Nossa Senhora da Paz, na Vila da Paz, durante todo o dia. A Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) e o Laboratório BIOMED são parceiros das ações que acontecem nas escolas. “A vacina pode ser uma alternativa segura para o controle da dengue”, afirma Júlia Rocha Santos.

O estudo da vacina contra a Dengue encontra-se aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e está a cargo da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). O laboratório Hermes Pardini foi contratado por meio de licitação pela SPDM e realizará a logística de colheita, acondicionamento e transporte de amostras de sangue até suas unidades próprias locais.

A pesquisa escolheu municípios com mais de 500 mil habitantes para sua realização, e por critérios populacionais Teresina é a única cidade do Piauí que está participando. O objetivo é recolher 70 mil amostras de sangue em todo o país.

Fonte: Assessoria