Fortes chuvas deixa o Maranhão em situação de risco e 15 mil desabrigados em Belém-PA

Os temporais devem atingir também o Piauí, o Ceará, o Rio Grande do Norte

Moradores do Norte e Nordeste enfrentam transtornos causados pela chuva nos últimos dias. Em Belém, já são 15 mil desabrigados. A Defesa Civil montou 12 abrigos para receber as famílias atingidas pelas enchentes. Estão sendo distribuídos alimentos e água potável. O Exército também trabalha no apoio aos desabrigados.

O município de Altamira (PA) decretou estado de calamidade pública. O trabalho de recuperação da cidade deve demorar. As enchentes começaram no domingo (12) e destruíram pontes, casas na periferia e abriram crateras em avenidas.

Além das chuvas, o rompimento de barragens em fazendas agravou ainda mais a situação. O procurador da República do município já informou que vai apurar responsabilidades pelo rompimento das barragens. Alguns produtores rurais da região podem ser acusados de crimes ambientais.

Em São Luís, a situação também é preocupante. Não para de chover desde quinta-feira (9). No fim de semana, duas pessoas morreram soterradas após a queda de um barranco.

A Defesa Civil deve voltar nesta terça-feira (14) às áreas de risco. São 95 áreas mapeadas na capital do Maranhão. Além disso, o centro histórico também será vistoriado. Trinta e cinco casarões podem desabar.

As famílias que moram em áreas de risco estão sendo levadas para abrigos municipais. Só em um bairro, 54 casas foram interditadas por estarem cheias de rachaduras e com as estruturas comprometidas.

Três municípios do interior decretaram situação de emergência. O nível dos rios sobe rapidamente e ameaça as famílias ribeirinhas.

Previsão

A meteorologia ainda prevê chuva no Maranhão nesta semana. Os temporais devem atingir também o Piauí, o Ceará, o Rio Grande do Norte e o oeste de Pernambuco. Há previsão ainda de mais chuva no Norte, Centro-Oeste e Sudeste.

Nesta terça, nuvens pesadas se formam entre o Norte e o Sudeste por causa da alta umidade que sai da Amazônia. Só não chove nas áreas do Rio Grande do Sul ao Paraná e do norte de Minas Gerais ao oeste da Bahia.

Fonte: g1, www.g1.com.br