"Fui socorrer e o carro incendiou", diz jovem que perdeu família em acidente

Além dele, outros dois irmãos escaparam de tragédia na BR-386.

Um acidente envolvendo um caminhão e quatro automóveis que deixou sete mortos na noite de quarta-feira (15), no Rio Grande do Sul, foi também uma tragédia familiar para três irmãos que estão na lista de quatro sobreviventes. O trio perdeu o pai, a mãe, outro irmão e duas tias na colisão ocorrida na BR-386, na altura de Pouso Novo, no Vale do Taquari, a 156 km de Porto Alegre.

Por telefone, o mais velho dos irmãos, Vilson Schimitz, de 24 anos, relatou alguns dos momentos dramáticos que se seguiram à sequência de colisões provocada pelo caminhão, que teria perdido os freios no km 308 da rodovia.

"Foi tudo muito rápido. Quando vi, nosso carro rodopiou várias vezes. O outro carro, onde estavam meu pai, minha mãe, um dos meus irmãos e duas tias, foi atingido em cheio. Tentei socorrê-los, mas o carro pegou fogo e não deu tempo de mais nada", contou Vilson.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os membros da família viajavam em dois carros separados. Os sobreviventes estavam em um automóvel Fiat Prêmio, que bateu contra um barranco às margens da rodovia. Já o Fiat Tipo, onde estavam os outros cinco ocupantes da família, colidiu de frente com um Fiat Uno que vinha em sentido contrário.

Um Corolla de Promissão (SP) também se envolveu no acidente e teve a lateral danificada, mas nenhum dos quatro ocupantes ficou ferido.

Com a força do impacto, os dois veículos pegaram fogo, causando a morte também do condutor do Uno. Após atingir os carros, o caminhão despencou em uma ribanceira e o motorista também morreu, segundo a PRF. A placa do caminhão envolvido era de São Miguel das Missões (RS). O Fiat Tipo era de Tubarão (SC), o Fiat Prêmio tinha placa de Porto Alegre e o Uno, de Santo Ângelo.



Os quatro feridos foram levados para atendimento no Hospital Bruno Born, de Lajeado (RS), e liberados logo em seguida. Além dos irmãos, um amigo da família viajava no mesmo carro. Todos passam bem, informou o hospital, mas alguns chegaram ao local em estado de choque.

Fonte: G1