Garota que estava desaparecida há 7 dias em Minas Gerais revela que só quis dar um 'susto' na família

A adolescente foi encaminhada ao pai que, segundo o setor, ficou muito emocionado ao revê-la.

Uma adolescente de 14 anos que estava desaparecida desde o dia 4 deste mês foi localizada pela Polícia Civil de Minas Gerais na casa de uma amiga, na região do Barreiro, em Belo Horizonte.

Em um rápido contato, o pai da moça, que preferiu não se identificar, afirmou que a menina quis pregar um "grande susto" na família, entretanto, não detalhou quais seriam os motivos pelos quais ela poderia estar descontente.

De acordo com a assessoria da polícia, uma equipe da Divisão Especializada de Referência da Pessoa Desaparecida conseguiu descobrir o paradeiro da jovem na noite desta terça-feira (9).

Ela estava aparentemente bem e teria saído de casa alegando ter tido conflito com familiares. A adolescente foi encaminhada ao pai que, segundo o setor, ficou muito emocionado ao revê-la.

Natalie Maria Lemes havia sumido quando saiu de casa para ir à escola, na cidade de Ibirité, situada na região metropolitana da capital mineira. Segundo a família, ela é jogadora das divisões de base de um clube de vôlei.

 Facebook

Parentes de Natalie Maria Lemes chegaram a criar uma página no Facebook  na qual pediam a quem pudesse ajudar informações sobre o paradeiro da moça.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil de Minas Gerais, o pai da adolescente afirmou ao delegado Leonardo Farias, que cuidou das investigações, ter recebido, no último dia 6, um telefonema da filha no qual ela diz não querer mais voltar para casa em razão de "questões familiares".

O pai da moça afirmou ter descoberto que a filha não frequentava as aulas desde o dia 1º deste mês, em entrevista a um jornal local. Ele também declarou que a filha não apresentava comportamento diferente do usual no dia em que sumiu de casa.

A assessoria da polícia informou que o caso provavelmente será encerrado, pois a adolescente não sofreu maus-tratos nem teria sido coagida a se manter afastada de casa.

Fonte: Uol