Governo do Piauí ofertará bolsas para pesquisadores e estudantes

Investimento nos seis primeiros meses está orçado em R$ 248 mil.

O governador Wellington Dias assinou, nesta terça-feira (6), o termo de cooperação técnica entre a Fundação Cepro, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI), com a Universidade Federal do Piauí (UFPI), com a Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi).

A parceria visa a implementação de ações conjuntas que assegurem a realização de estudos e pesquisas de interesse mútuo, concernentes ao Programa de Produção de Informações, Pesquisas e Estudos para o Desenvolvimento Sustentável com Inclusão Social no Piauí.

Os estudos serão realizados em conjunto por professores pesquisadores de universidades e pesquisadores da Cepro, que concorrerão a bolsas de pesquisas, além de estudantes de graduação e pós-graduação, que atuarão no campo de estágio. O investimento nos seis primeiros meses está orçado em R$ 248 mil e os editais começam a ser lançados pela Fapepi a partir da próxima semana.

Solenidade de Assinatura de Acordo de Cooperação Técnica entre a Fundação
Solenidade de Assinatura de Acordo de Cooperação Técnica entre a Fundação

Inicialmente, serão ofertadas seis bolsas para professores pesquisadores e três para mestrandos e doutorandos. “O acordo prevê 20 bolsas, além de dez bolsas de estímulo aos pesquisadores da Cepro. Os profissionais terão recursos para desenvolver projetos em áreas que o governo acredita ter grande potencial econômico e social para o estado. Trabalharemos na área de energias renováveis, produção de alimentos, infraestrutura, educação e em outros setores importantes para o Piauí”, destacou o governador.

Os editais serão temáticos. “Estamos definindo pesquisas nas áreas específicas e os interessados, a partir do seu currículo e experiência profissional, poderão se candidatar. Na próxima segunda-feira já será lançado o edital sobre impactos socioeconômicos dos parques eólicos na Chapada do Araripe. Será baixado também o edital sobre demanda turística nos três pontos principais indutores do turismo, que são o Delta do Parnaíba, Parque Nacional de Sete Cidades, Serra das Confusões e Serra da Capivara. O terceiro edital, que também sai na próxima semana, é sobre agricultura familiar na área dos cerrados”, explica o presidente da Cepro, Antônio José Medeiros.

Segundo Wellington Dias, o acordo beneficia tanto os órgãos estaduais, que contarão com a contribuição de profissionais qualificados, quanto os pesquisadores, que ganharão em experiência e currículo. “O diálogo entre a gestão pública moderna e as universidades é uma prática comum em todo o mundo e vimos a necessidade de recuperar e intensificar esses diálogos aqui no estado. O acordo de cooperação técnica cobre uma série de ações de cooperações, como publicações e eventos conjuntos. É apenas o início de algo maior. A perspectiva é de trabalhar em cada câmara setorial a designação de um recurso voltado para as pesquisas e certamente essa modelagem será um aprendizado importante para o Piauí”, pontuou.

Fonte: Assessoria