Governo lança comitê para promoção da cultura exportadora no Piauí

A iniciativa atende ainda ao Plano Nacional de Exportações

Com o objetivo de desenvolver ações institucionais e adotar políticas públicas voltadas para o crescimento da exportação de produtos piauienses, o Governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico do Piauí (Sedet), aprovou a criação do Comitê Estadual de Promoção da Cultura Exportadora. Ao grupo compete desempenhar ações que garantam a participação no mercado exportador dos diferentes níveis de empresariados locais, objetivando a internacionalização de mercadorias produzidas no Piauí, através de capacitações e pesquisas.

A iniciativa atende ainda ao Plano Nacional de Exportações e também é fomentada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC).

O Comitê Estadual de Promoção da Cultura Exportadora será composto por grupos de gestão e de operação. Ao comitê de gestores compete o desenvolvimento de ações institucionais voltados para a cultura exportadora, a proposição e a adoção de políticas públicas voltadas para a exportação - além das já existentes - e a atuação em articulação com órgãos governamentais e instituições não governamentais. O intuito é expandir e consolidar as políticas públicas voltadas para a cultura exportadora no Piauí.

Além da Sedet, a gestão do comitê ficará a cargo de representantes do Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Piauí (Sebrae), da Federação das Indústrias do Piauí (Fiepi), da Associação Industrial do Piauí (AIP) e da Receita Federal. Ainda compõe o comitê de gestores, membros do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, dos Correios, do Conselho Regional de Contabilidade (CRC) e da Zona de Processamento e Exportação (ZPE).

Dentre as tarefas do Comitê de Operação, está a de capacitar pequenos e médios empresários do ramo da exportação. O Comitê Operacional é composto majoritariamente por representantes da Sedet, em conjunto com membros da Fiep, Porto Piauí, da Junta Comercial, dos Correios e do Instituto de Metrologia do Estado do Piauí (Imepi).

“O Piauí é um estado que sempre teve destaque no processo de exportação. Um grande exemplo é a histórica comercialização da cera de carnaúba, que acumulou uma importante experiência de comércio para o Estado. Ainda enfrentamos problemas no valor de câmbio, com a alta do dólar mas o objetivo é justamente criar mecanismos que apoiem os empresários para permanecer e crescer no mercado mesmo com as dificuldades e crises”, aponta a superintendente de Atração e Investimentos da Sedec, Lucile Moura.


Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina