Governo realiza Censo Penitenciário para saber situação prisional

A pesquisa deverá ser estendida para todo o Estado

Image title

A Secretaria Estadual de Justiça do Piauí realizou Censo Penitenciário para saber a real situação do sistema prisional no Piauí. 

Um dos resultados apontados no diagnóstico de que cerca de 30% dos detentos da Casa de Custódia de Teresina são setenciados e devem cumprir pena em outra unidade prisional do Piauí.

O Secretário Estadual de Justiça, Daniel Olieira, afirma que pretende estender a pesquisa para todo o Piauí e com isso trabalhar junto com o Poder Judiciário com a intenção de agilizar mais o julgamento dos processos.

Foram entrevistados na primeira etapa da pesquisa 790 internos da Casa de Custódia, informou a coordenadora do Conselho Penitenciário do Piauí, Ronicelani Miranda.

O coordenador jurídico da Casa de Custódia, Victor Nobre, ressaltou que um dos grandes problemas do sistema penitenciário é a superlotação e por esse motivo o objetivo é atuar junto com o judiciário para resolver o problema.

Outros dados do diagnóstico foram de que 70% da população carcerária da Casa de Custódia é de homens, onde 35% têm idades entre 18 e 25 anos e 35%  de 26 a 35 anos. Os crimes mais comuns apontados na pesquisa foram roubo (30%); furto (18%) e crimes contra a vida (14%).




Fonte: Com informações da Ccom