Grávida pega em presídio com drogas na vagina pede desculpas aos filhos

Mulher diz ter sido obrigada a levar maconha para o marido

Uma mulher foi detida na quarta-feira (20) após tentar entrar em presídio com droga escondida nas partes íntimas. Joseane visitava o marido, preso há sete anos no complexo de Bangu, que, segundo ela, havia encomendado a droga. No momento em que foi descoberta pelos agentes penitenciários, a mulher pediu perdão ao filho e aos pais.


Grávida pega em presídio com drogas em partes íntimas pede desculpas aos filhos

Grávida de cinco meses, Joseane chorou após se despedir do filho de seis anos. Ela diz ter sido obrigada a levar a droga para dentro do presídio.

Outras quatro mulheres também foram flagradas no feriado tentando burlar a vistoria do GSE (Grupamento de Segurança Externa), que tem a função de impedir a entrada de drogas e armas na cadeia.

Elas foram detidas após passarem pelo scanner corporal. De cada 15 visitantes que entram nos presídios, um é escolhido para passar pelo aparelho que revela tudo que está escondido dentro do corpo humano.

Duas menores estavam no grupo que foi detido. Elas estavam acompanhadas pela mãe, que disse não saber de nada. A droga era para o padrasto das jovens.

Os suspeitos de terem encomendado os entorpecentes foram levados para a delegacia para prestarem depoimento. A maioria deles cumpre pena por tráfico de drogas.

Joseane será encaminhada para o presídio Talavera Bruce, no complexo de Bangu, zona oeste do Rio. O filho dela foi levado para um abrigo.

Veja a reportagem:

Fonte: r7