Greve dos comerciários chega ao sétimo dia sem avanço nas negociações

Greve dos comerciários chega ao sétimo dia sem avanço nas negociações

A última tentativa de entrar em um acordo aconteceu na segunda-feira (07), com a mediação do Tribunal Regional do Trabalho

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA (09) DO JORNAL MEIO NORTE

A greve dos comerciários chega amanhã (09) ao seu sétimo dia e até agora não houve nenhum avanço nas negociações com a classe patronal. A última tentativa de entrar em um acordo aconteceu na segunda-feira (07), com a mediação do Tribunal Regional do Trabalho, mas sem resultados satisfatórios para os grevistas.

Os comerciários pedem um salário R$ 1000,00, mas aceitaram negociar em R$ 834,00. ?Nós negociaríamos o salário nesse valor, mas se isso viesse junto com um pacote, contendo o ticket alimentação e ainda com a manutenção das cláusulas da convenção anterior, mas eles não aceitaram?, disse José Pereira dos Santos, do Sindicato dos Comerciários.

De acordo com as cláusulas, seriam mantidas as folgas no carnaval e semana santa. Nesse último caso, a partir da quinta-feira, às 14h, e voltando ao trabalho apenas na segunda-feira. Os lojistas nos entanto, segundo o sindicalista, aceitaram pagar o salário de R$ 834,00, mas dando folga apenas na sexta-feira, determinando que os trabalhadores voltem às lojas no sábado.

Os sindicalistas reivindicam um reajuste salarial, para que o piso do comerciário saia dos atuais R$ 791,27 para R$ 1000,00. Além disso, eles pedem ainda que o ticket alimentação seja estendido para todos os comerciários. Hoje, apenas alguns lojistas pagam isso aos seus colaboradores. O plano de saúde também é outra reivindicação da categoria.









Fonte: Pollyana Carvalho