Greve dos bancários provoca protestos em Teresina

Protestos de grevistas e correntistas na porta dos bancos marcaram o primeiro dia da greve em THE

Protestos de grevistas e correntistas na porta dos bancos marcaram o primeiro dia da greve dos banc?rios em Teresina. A greve, que tem o intuito de conseguir melhores condi?es de trabalho e um aumento no piso

salarial, ? em n?vel nacional e por tempo indeterminado. No Piau?, segundo o Sindicato da categoria, a greve atingiu mais de 95% das ag?ncias, sendo 100% no interior, mais especificamente nos bancos p?blicos.

Uma das ag?ncias que apresentou maiores problemas foi a do Bradesco, do centro da cidade. Al?m das reivindica?es dos banc?rios, v?rios populares exigiam a entrada no banco para atendimento. O aposentado M?rcio Miranda, de 63 anos, saiu de Hugo Napole?o, a 125 Km de Teresina, para receber o cart?o do benef?cio. ?Estamos aqui desde cedo e n?o tenho dinheiro para voltar. Contava com o dinheiro do meu benef?cio que eu iria sacar com o cart?o?, explica.

O aut?nomo Neto Ferreira tamb?m demonstrava toda a sua indigna??o com o n?o atendimento banc?rio. Ele chegou a socar o vidro da ag?ncia para chamar a aten??o dos funcion?rios que se encontravam dentro do

banco. ?Sa? cedo de S?o Pedro do Piau?, que fica a 107 Km da capital, s? para sacar um dinheiro e fazer o pagamento de uma conta. Como

o valor ? alto, n?o posso sacar no caixa eletr?nico, s? no caixa e sem atendimento fico no preju?zo?, explica.

A confus?o acabou envolvendo os grevistas que se reuniam na frente da ag?ncia. Jo?o Neto, diretor de pol?ticas sindicais do Sindicato dos Banc?rios do Piau?, tentava convencer o gerente e os funcion?rios de chefia do banco ? cerca de 10 pessoas ? a atender a popula??o. ?Nossa greve acaba por paralisar o atendimento, mas os cargos de chefia, que n?o entraram na greve, podem atender a popula??o. N?o h? justificativa para a ag?ncia

ficar completamente fechada e impedir a entrada da popula??o?, explica.

A principal exig?ncia dos banc?rios ? o reajuste salarial de 13,23%. Eles tamb?m reivindicam aumento do piso salarial para R$ 2.074, hoje o piso ? de R$ 921,00, PLR de 3 sal?rios para cada banc?rio mais R$ 3.500,00 e redu??o de juros e tarifas, t?quetes de R$ 17,50 por dia e uma cesta-alimenta??o de R$ 415 - valor do sal?rio m?nimo, al?m da 13? cesta alimenta??o, fim do ass?dio moral e seguran?a nas ag?ncias. A greve tem o intuito de conseguir ainda a contrata??o de mais funcion?rios para as ag?ncias. De acordo com Jo?o Neto, diretor de pol?ticas sindicais do Sindicato dos Banc?rios do Piau?, atualmente existem 45.000 banc?rios com doen?as ocupacionais no Brasil.

?Atualmente, ag?ncias que deveriam ter 60, 70 funcion?rios para atender a demanda de correntistas trabalham com 30, 32 funcion?rios, gerando sobrecarga de trabalho. Ent?o, queremos ? exatamente a contrata??o de mais funcion?rios para atendimento?, explica. No dia 30 de setembro a

categoria j? havia feito uma paralisa??o de advert?ncia, durante 24 horas, envolvendo a capital e algumas cidades do interior. Os banqueiros apresentaram uma proposta, por?m, n?o satisfat?ria ? categoria. A greve dos banc?rios est? dentro de uma campanha nacional, intitulada ?N?o chora banqueiro ? Voc? ? quem mais ganha nesse pa?s. Agora ? nossa vez?.

Fonte: Viviane Menegazzo, Jornal Meio Norte