Estoque é fundamental para os hemocentros

Estoque é fundamental para os hemocentros

Com a nova sede o hemocentro terá capacidade para atender até 150 doadores de sangue por dia.

O Piauí vem garantindo atendimento das pessoas que necessitam de doação de sangue através da Central do Hemopi, localizada em Teresina e de outros três hemocentros que trabalham na coleta e distribuiçao permanente de sangue. Além desses locais, o Estado ainda conta com 21 agências transfusionais, só que estas têm apenas a função de distribuir e fazer os exames laboratoriais de compatibilidade.

De acordo com a gerente da Hemorrede, Evoneide Gomes, essas agências funcionam geralmente dentro dos hospitais das cidades que oferecem o atendimento. ?As agências transfusionais não fazem a coleta do sangue e nem o fracionamento, elas fazem somente os testes de compatibilidade e a distribuição para quem está necessitando?, frisa Evoneide.

Os hemocentros regionais são os responsáveis por enviar as bolsas de sangue para as agências.

?O sangue vai pronto do Hemopi através das rotas de sangue realizadas constantemente. Por isso é sempre bom lembrar e incentivar a doação já que esses hemocentros devem garantir o abastecimento de todas essas agências. Tem que ter doadores suficientes para atender toda a demanda do Piauí?, coloca a gerente.

Oeiras, São João do Piauí, São Raimundo Nonato, Corrente, Bom Jesus, Água Branca, Amarante, Guadalupe, Uruçuí, Campo Maior, Piripiri, Piracuruca e Pedro II são algumas das cidades que contam com agências transfusionais. Os municípios de Barras, Esperantina, Luzilândia, União, Valença, Fronteiras, Jaicós e Paulistana também possuem agências. Segundo Evoneide nestes locais os trabalhos são realizados por uma equipe treinada pela central do Hemopi. ?Os profissionais que trabalham nas agências são diretamente ligados ao Hemopi. A maioria deles são bioquímicos, enfermeiros e técnicos de patologia, explica a gerente.

Novo hemocentro atenderá 150 doadores por dia

Agora além de Floriano e Parnaíba, o município de Picos também conta com um centro de coleta e distribuição permanente de sangue. Com a nova sede, inaugurada na última sexta-feira (01), o hemocentro terá capacidade para atender até 150 doadores de sangue por dia. Antes, quando funcionava nas instalações do Hospital Regional Justino Luz, a capacidade de atendimento era de apenas 20 doadores por dia. O hemocentro está situado em uma região que abrange em torno de 400 mil habitantes.

A Secretária Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi) vem trabalhando um conjunto de ações em Picos procurando viabilizar o atendimento de alta complexidade, o que demanda a utilização do sangue e de hemocomponentes que não podem ser transportados, precisam ser produzidos no próprio local. O novo prédio do hemocentro fica ao lado do Hospital Regional.

Na obra, foram investidos quase R$ 2 milhões, com R$ 1,5 milhão do Tesouro Estadual, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), e contrapartida do Governo Federal. O novo Hemocentro Regional de Picos funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 7h às 17h, para coleta e 24 horas para distribuição.

Fonte: Aline Damasceno